i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Perda

Jornalista Cândido Gomes Chagas morre em Curitiba

Fundador da revista Paraná em Páginas tinha 79 anos e corpo será velado na capela da funerária Vaticano

  • PorAnderson Gonçalves
  • 05/03/2012 13:32
O jornalista Cândido Gomes Chagas, fundador da revista Paraná em Páginas | Divulgação/Câmara Municipal de Curitiba
O jornalista Cândido Gomes Chagas, fundador da revista Paraná em Páginas| Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Curitiba

Morreu no início da tarde desta segunda-feira (5), em Curitiba, o jornalista Cândido Gomes Chagas, aos 79 anos, vítima de complicações de uma cirurgia. Chagas era diretor da revista Paraná em Páginas, fundada por ele em 1965.

O velório será a partir das 20 horas desta segunda-feira, na capela da funerária Vaticano, na Rua Hugo Simas, 26, no bairro São Francisco. O corpo será cremado na manhã desta terça-feira (6).

Cândido Gomes Chagas nasceu em Paranaguá. Advogado por formação e jornalista por vocação, Candinho, como era conhecido, começou sua carreira na década de 1940 nos microfones da Rádio Guairacá, de Curitiba. Lá, chegou a participar das transmissões da Copa do Mundo de 1950, no Brasil. Anos mais tarde, deixou as ondas do rádio e partiu para a redação, atuando nos jornais Diário do Paraná e O Estado do Paraná.

Em março de 1965 resolveu encarar o grande desafio de sua vida, ao qual se dedicou até os últimos dias. Com a ideia de criar um veículo de comunicação próprio, fundou a revista Paraná em Páginas, que se tornou recordista de edições publicadas no estado e uma das publicações com maior regularidade no Brasil.

Ainda que abordasse uma grande diversidade de assuntos, registrando os principais acontecimentos da vida paranaense ao longo das décadas, a revista sempre teve a política como carro-chefe. Mesmo com dificuldades, a Paraná em Páginas jamais deixou de circular. Nos últimos anos, passou a ter edições trimestrais.

A experiência à frente do veículo motivou Candinho a ser um dos sócios-fundadores do Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado do Paraná.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.