i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Região Noroeste

102 galos de rinha são apreendidos em pesqueiro de Ubiratã

De acordo com a Polícia Civil, nove pessoas foram presas em flagrante. Brigas de galo ocorriam na região rural da cidade

  • PorTatiane Salvatico
  • 09/06/2013 11:15

Cento e dois galos de rinha foram apreendidos e nove pessoas foram presas na manhã deste domingo (9) em Ubiratã, na região Noroeste do Paraná. De acordo com a Polícia Civil, o local dedicado às brigas de galo funcionava em um Pesque e Pague na região rural da cidade. O lugar foi localizado após denúncias anônimas às polícias Civil e Militar.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Mário Sérgio Bradock, foram encontradas gaiolas, lona própria para a briga, uma tabela de apostas e estrutura para o público assistir às lutas. "Acreditamos que pela quantidade de animais, essa pode ser a maior apreensão deste tipo no Paraná em 2013", disse o delegado.

Bradock explicou que entre os nove presos estão o casal de proprietários do pesqueiro e sete pessoas que iriam assistir às brigas. Eles irão responder pelos crimes de formação de quadrilha e crime contra a fauna.

Os galos apreendidos serão avaliados pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seab). Segundo a Polícia Civil, as aves serão doadas para entidades assistenciais da região e poderão ser utilizadas como um reforço na merenda oferecida nesses locais.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.