Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Sete presos fugiram da cadeia de Jandaia do Sul, a cerca de 40 quilômetros de Maringá, na noite desta quarta-feira (3). Eles utilizaram uma barra de ferro para quebrar uma viga de concreto do teto do solário, por onde escaparam. A cadeia tinha capacidade para receber 18 internos, mas abrigava 58. Entre os sete fugitivos, três já estavam sentenciados pela Justiça e deveriam estar no sistema penitenciário.

A ação aconteceu pouco depois das 20h30. No momento, somente um policial trabalhava na delegacia. Havia mais de 43 presos no solário, que foram impedidos de fugir pelo agente. Segundo a Polícia Civil, a barra de ferro usada para quebrar o teto foi retirada da grade de uma das celas. As câmeras de segurança da cadeia não conseguiram filmar a ação.

Segundo um policial, os presos costumam ligar o rádio em volume alto, o que abafou o som do teto sendo quebrado. Até a manhã desta quinta-feira (4), nenhum interno havia sido recapturado.

Há uma semana, seis presos fugiram da delegacia de São João do Ivaí, cidade de 11 mil habitantes a pouco mais de 100 quilômetros de Maringá. Dois dos fugitivos já haviam recebido sentença da Justiça e, portanto, deveriam estar em alguma unidade penitenciária. Os fugitivos abriram um buraco na parede de uma sala da delegacia, tendo acesso ao telhado. Então desceram até o pátio, pularam um muro e chegaram à rua.

Outra fuga

A cadeia de Jandaia do Sul tem um longo histórico de problemas. Em abril do ano passado, onze presos fugiram da carceragem por um túnel, que tinha entre cinco e seis metros de comprimento. Menos de uma semana depois, um dos fugitivos, de 21 anos, foi morto a tiros em Sarandi, ao lado de Maringá.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]