Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Novo campus da UEM conta com 98 alunos matriculados nos cursos de Educação Física, História e Serviço Social | Divulgação UEM
Novo campus da UEM conta com 98 alunos matriculados nos cursos de Educação Física, História e Serviço Social| Foto: Divulgação UEM

As aulas no novo campus da Universidade Estadual de Maringá (UEM) em Ivaiporã (região central do Paraná) começaram nesta segunda-feira (23), mas antes mesmo dos cursos serem iniciados, a reitoria da instituição já está cobrando do governo do Estado melhores garantias para o funcionamento dos cursos.

Na última sexta-feira (20), o vice-reitor da UEM, Mário Azevedo, e o assessor especial para os câmpi regionais, Raimundo Pinheiro Neto, estiveram em Curitiba, onde solicitaram alguns pedidos para atender os cursos de Educação Física, História e Serviço Social.

Segundo Azevedo, foram feitas solicitações tanto no aspecto de contratação de pessoal como no repasse de recursos financeiros. "Queremos garantir a liberação de recursos e profissionais para o orçamento do ano que vem, de maneira que o campus tenha uma tranquilidade para montar sua vida institucional e acadêmica", explicou ao JM.

Apesar do pedido, ele ressaltou que a atual estrutura do local não enfrenta falta de docentes e funcionários. "Estamos com 11 professores e 17 servidores para atender cerca de cem alunos. Fizemos algumas solicitações porque teremos novas turmas logo no início de 2011. Nosso número de universitários subirá para 240. Além disso, tem um pedido da Seti para analisarmos a instalação de um curso de engenharia em Ivaiporã. Então, esperamos ter mais professores pelos próximos três anos".

O vice-reitor não revelou o valor de recursos e a quantidade de professores solicitada , mas afirmou que o secretário de Estado de Tecnologia e Ensino Superior, Nildo José Lübke, acenou que vai atender aos pedidos.

Vinte e duas vagas em aberto

Segundo a assessoria de comunicação da UEM, apesar da disponibilização de 120 vagas para os três cursos de graduação, apenas 98 alunos foram matriculados nos cursos de Educação Física (integral), História (noturno) e Serviço Social (noturno).

Deste total, 70 são do município de Ivaiporã e 28 de outras cidades. No primeiro vestibular, realizado entre 18 e 20 de julho, foram inscritos 207 candidatos, sendo 49 eram cotistas (o sistema de cotas sociais é destinado a alunos que realizaram seus estudos integralmente no ensino público e que possuem renda per capita familiar inferior a 1,5 salário mínimo nacional).

Ivaiporã é o sexto campus regional da UEM, criado pelo decreto assinado pelo governador Orlando Pessuti no dia 14 de maio. Além da sede em Maringá, a instituição conta atualmente com unidades em Umuarama, Cianorte, Cidade Gaúcha, Goioerê, Diamante do Norte; além de um Centro de Pesquisa em Porto Rico e a Fazenda Experimental no distrito de Iguatemi.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]