Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Massa de ar frio se afasta e temperaturas sobem no Sul

Clima

Massa de ar frio se afasta e temperaturas sobem no Sul

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a maior temperatura no decorrer do dia será de 26 graus Celsius (°C), no norte do Paraná

  • Agência Brasil
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A massa de ar frio se afasta neste sábado (6) para o Oceano Atlântico e, com isso, as temperaturas ficam mais elevadas na Região Sul em comparação aos últimos dias. Geou na madrugada deste sábado (6) nas regiões da campanha, da serra e do sudeste do Rio Grande do Sul e no sul, centro-sul e campos gerais do Paraná.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a maior temperatura no decorrer do dia será de 26 graus Celsius (°C), no norte do Paraná. Às 9h os termômetros marcavam 18,7 ºC em Maringá, 9,1 ºC em Ponta Grossa, 12ºC em Foz do Iguaçu e 12,7 ºC em Guaratuba. Durante a semana, no mesmo horário, a temperatura não ultrapassava 5 ºC em várias regiões paranaenses.

O sol aparece pela manhã, mas as nuvens aumentam no decorrer do dia. Segundo o meteorologista Flávio Varone, do Inmet em Porto Alegre, devem ocorrer pancadas de chuva neste domingo (7) em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul e no Paraná. A temperatura permanece com ligeira elevação, variando de 6°C a 28°C.

O Paraná foi o estado da Região Sul mais atingido pela chuva desta semana. De acordo com o último boletim da Defesa Civil, seis municípios decretaram situação de emergência: Imbituva, Irati, Rebouças, Prudentópolis, Rio Branco do Sul e Salto do Lontra. Um total de 150.793 pessoas foram afetadas em 29 municípios. Ainda estão desalojadas 2.878 pessoas e 256 estão desabrigadas.

As cidades de Cerro Azul e Doutor Ulysses, localizados ao norte de Curitiba, ainda estão com a comunicação interrompida. A ponte que existia no local foi destruída pelas chuvas do início da semana. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) aguarda a redução do volume de água do Rio Ribeira, entre os dois municípios, para definir qual será a melhor solução para restabelecer a ligação viária pela PR-092.

O DER trabalha com duas hipóteses: usar uma ponte do Exército ou alugar uma balsa para fazer a travessia enquanto elabora o processo licitatório para a construção de uma nova ponte. O órgão fez um levantamento da situação das estradas em outros municípios afetados e, por meio de sua assessoria, disse que será criada na próxima semana uma força-tarefa com a participação da Defesa Civil.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE