Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

Os motoristas que seguem em direção às praias do Paraná e de Santa Catarina pelas BRs 277 e 376 encontram fluxo três vezes maior do que o habitual na manhã e no início da tarde deste sábado (13). As festividades em comemoração a padroeira do Paraná Nossa Senhora do Rocio fez esse movimento aumentar. A previsão para este sábado, segundo o Simepar é de céu parcialmente nublado em Curitiba e litoral, com a possibilidade de sol durante algumas horas no período da tarde. Em Curitiba e no litoral paranaense, o sol deve aparecer no domingo (14). O mau tempo desta sexta-feira fez com que o movimento das estradas paranaenses fosse menor que o previsto pelas concessionárias de pedágio que administram as rodovias.

A Ecovia, concessionária que administra a BR-277 no trecho que liga a capital e Paranaguá, informa que o fluxo deve permanecer alto até as 13h, quando cerca de mil veículos devem seguir para o litoral do Paraná. A estimativa é de que 16,3 mil veículos desçam a serra do mar neste sábado. Às 10h50, cerca de 1,6 mil veículos passavam por hora pelo pedágio da concessionária. A administradora alerta que o motorista deve redobrar a atenção nas proximidades da PR-508 (Rodovia Alexandra-Matinhos) e PR-407 (rodovia que liga BR-277 ao litoral do estado), pois vai encontrar chuva leve. A visibilidade também está reduzida durante o trajeto de serra.

Na sexta-feira (12), desceram em direção ao litoral paranaense 15.300 veículos. A concessionária estima que neste domingo devem retornar dez mil veículos para Curitiba entre as 18h e 21h.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), que administra o trecho que liga Curitiba ao litoral de Santa Catarina, informa que o movimento segue intenso em direção à Santa Catarina. Cerca de 2,3 mil veículos passava, por hora pelo posto da PRF no Alto da Serra pela manhã. O fluxo deve continuar assim até as 19h, e depois se reduzir. No sentido Curitiba, o movimento é baixo, cerca de 420 veículos passam por hora.

Interior do estado

A Rodonorte, que administra a PR-151 e as BRs 376 e 277, prevê um movimento de 29 mil veículos passando pelo pedágio de São Luiz do Purunã neste sábado. O movimento é 55% maior do que o registrado nos dias normais. No sentido capital, o movimento deve ser de 9 mil carros durante todo o dia. Já em direção ao interior, cerca de 20 mil veículos devem passar pelo local.

Às 11h, cerca de 2,2 mil veículos passavam pela praça de pedágio de São Luiz do Purunã. Seguiam em direção ao interior do estado 1,2 mil veículos, e no sentido Curitba outros 800. Esse fluxo deve continuar alto até as 13h.

Durante a manhã, o tombamento de um caminhão deixou o trecho do Km 126, nas proximidades de Campo Largo, bloqueado por cinco minutos. O motorista do veículo ficou levemente ferido. O fluxo foi desviado para o acostamento por cerca de 20 minutos, mas o trecho já está liberado.

O motorista que segue em direção ao interior encontra tempo ensolarado e visibilidade boa durante o trajeto.

Nesta segunda-feira, a Rodonorte estima que, entre as 15 até 22 horas, cerca de 2 mil veículos devem passar pela praça de pedágio de São Luiz do Purunã em direção à Curitiba. O pico deve ser de 3 mil veículos às 19 horas.

A estimativa inicial das concessionárias prevê que pelo menos 36,6 mil veículos devem deixar Curitiba em direção ao litoral e interior do estado. As concessionárias não registraram nenhum acidente grave nas primeiras horas da manhã deste sábado.

Movimento reduzido

Na sexta-feira, o movimento nas rodovias paranaenses foi menor do que o esperado pelas concessionárias. O pico de tráfego nas BRs 277 e 376, nos trechos que ligam a capital ao Litoral de Paraná e Santa Catarina, foi entre as 19 e 20 horas. Neste período, o movimento na BR-277 chegou a ser quase três vezes maior do que o registrado em dias normais, com picos de 1,5 mil veículos. Já na BR-376, houve pico de 2,8 mil veículos por hora, movimento 3,5 vezes maior que o registrado habitualmente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]