i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Meio ambiente

Multa para “importadora de lixo” sai hoje

Empresa que exportou contêineres de dejetos britânicos para o Brasil pertence a paranaense, diz a BBC

  • PorDa Redação
  • 19/07/2009 21:07

A multa a ser paga pela importadora e transportadora dos 25 contêineres repletos de lixo doméstico encontrados em Santos na última sexta-feira deve ser definida hoje. A informação, divulgada ontem pela Agência Brasil, é da chefe do regional do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Ingrid Oberg.

O nome da importadora que atuou no Brasil não foi divulgado oficialmente, porque o Ibama ainda investiga o caso. "A primeira multa foi fixada em R$ 155 mil. A segunda deve ser fixada amanhã (hoje)", disse. Como a empresa na Inglaterra que vendeu o lixo para a importadora brasileira não tem representação oficial no país, o Ibama não pode multá-la.

A rede de notícias britânica BBC divulgou que a empresa que exportou o lixo pertenceria a um paranaense. Julio Cesar Rando da Costa, que teria também a cidadania portuguesa, disse à BBC Brasil que a responsabilidade pelo lixo enviado ao Brasil "é de fornecedores britânicos com os quais as suas empresas trabalham".

A BBC infomou ainda que a Agência Ambiental da Grã-Bretanha está investigando o caso e as empresas responsáveis pela exportação de lixo para o Brasil podem ser processadas, multadas e até punidas com prisão.

Segundo Ingrid, a carga de lixo doméstico que veio da Inglaterra "não tem lógica alguma". "Exportar lixo doméstico é proibido pela Convenção de Basileia", afirmou.

A chefe do Ibama declarou que as investigações estão a cargo da Polícia Federal e que a regional de São Paulo já encaminhou todos os trâmites burocráticos necessários para Brasília. "Eles estão tratando com os ministérios do Meio Ambiente e das Relações Exteriores para repatriar o lixo", completou.

De acordo com ela, que viu os contêineres de perto no Porto de Santos, a carga já cheira mal e é difícil precisar o que há nela. "Não queremos abrir o lixo para não poluir a área alfandegária", disse. Ingrid afirmou também que a suspeita é que os contêineres estejam abandonados no porto de Santos desde novembro do ano passado.

A Polícia Federal informou ontem que o caso está em fase investigatória e não há novas informações sobre o lixo encontrado em Santos.

* * * * *

Interatividade

O que pode ser feito para evitar novos casos de "importação de lixo" no Brasil?

Escreva para leitor@gazetadopovo.com.br

As cartas selecionadas serão publicadas na Coluna do Leitor.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.