Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A operação padrão realizada no aeroporto causou filas e transtornos aos passageiros | Aniele Nascimento/Agência de Notícias Gazeta do Povo
A operação padrão realizada no aeroporto causou filas e transtornos aos passageiros| Foto: Aniele Nascimento/Agência de Notícias Gazeta do Povo

Os policiais federais realizaram na manhã desta quinta-feira (16) uma operação padrão no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, que serve a região metropolitana de Curitiba. Todas as bagagens dos passageiros que embarcavam eram revistadas, o que causou filas na sala de embarque e aglomeração no saguão do terminal aéreo. Segundo o boletim das 13 horas, dos 54 voos domésticos programados para deixar o aeroporto, 38 (70%) tiveram atrasos e 15 haviam sido cancelados. A ação, que durou até as 11h30, ocorreu como parte da greve da categoria, iniciada no último dia 7.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Paraná (Sinpef-PR), Fernando Augusto Vicentine, às 9 horas já havia registro de tumulto na área do saguão do aeroporto como reflexo da vigilância minuciosa das bagagens. "Nós estamos procurando agilizar para não dar tanto atraso, mas é quase impossível porque só temos um scanner [aparelho pelo qual passam as malas para fiscalização] aqui no aeroporto", afirmou.

A operação padrão foi suspensa no final da manhã. Segundo Vicentine, caso a fiscalização mais rigorosa fosse estendida por mais tempo, a falta de estrutura do terminal faria com que o aeroporto precisasse ser completamente fechado.

Outros serviços

A emissão de passaportes é feita apenas para as pessoas que já haviam agendado atendimento, segundo informações da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Documentos de emergência também são emitidos, desde que seja comprovada a necessidade desse tipo de atendimento especial. Para mais informações a respeito da emissão de passaportes, as pessoas que desejam obter a identificação internacional podem ligar para o telefone (41) 3251-7500.

Operações padrão no Estado

Além do protesto no aeroporto, outros pontos Estado têm manifestações dos policiais. Os agentes do Porto de Paranaguá estão de braços cruzados e não fazem as autorizações de entrada no País da tripulação de navios estrangeiros. Em Foz do Iguaçu, há operação padrão na fronteira com a Argentina e com o Paraguai, ainda sem previsão de término no começo da tarde. Na Ponte da Amizade, na BR-277, desde as 7 horas há em média cinco quilômetros de fila na operação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), categoria que também faz mobilizações no PR nesta quinta-feira. Em Guaíra, também na fronteira com o Paraguai, os policiais vistoriam todos os carros que entram no Brasil.

Reivindicações

A operação dos policiais federais é uma resposta à reunião realizada nesta quarta (15) entre a categoria e representantes do governo. Os manifestantes dizem que não receberam proposta sobre a reestruturação da carreira, principal reivindicação do grupo. O Ministério do Planejamento se pronunciou nesta quarta, por meio da assessoria de imprensa, com o posicionamento de que estuda as reclamações da PF para chegar a uma solução possível ao impasse.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]