i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
TEMPO

Para contar as horas

  • Por
  • 25/12/2014 21:06
 | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Quem costuma passear por Curitiba já deve ter reparado nos relógios espalhados pela cidade. Tem com algarismo arábico, com algarismo romano e até relógio solar. O objeto mais antigo é o da Catedral (foto), na Praça Tiradentes, de acordo com o historiador Luís Fernando Lopes Pereira.

A maioria dos relógios expostos pelas ruas da capital é do século XIX. Segundo Pereira, aquela foi a época em que os artefatos mecânicos e a contagem das horas eram moda. "É o espírito da época, de contagem do tempo", diz. A frequência com que os artefatos aparecem em igrejas também tem explicação. "Era uma forma de se ‘apropriar’ das horas", afirma o historiador.

A era da contagem das horas deixou uma bela herança para Curitiba. Alguns relógios vieram de longe, como é o caso do objeto que fica na Rua Riachuelo, original da Alemanha. Mas ele não é o único que veio do país germânico. O relógio da Igreja Bom Jesus dos Perdões, na Praça Rui Barbosa, tem a mesma origem.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.