Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Paraná cede helicóptero para transportar feridos no incêndio

Tragédia no RS

Paraná cede helicóptero para transportar feridos no incêndio

Aeronave vai levar sobreviventes da tragédia de Santa Maria a Porto Alegre. Médicos paranaenses ajudarão no socorro

  • Felippe Aníbal
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O governo do Paraná cedeu, na tarde deste domingo (27), um helicóptero para transportar vítimas do incêndio que atingiu uma boate em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, matando mais de 230 pessoas. Médicos paranaenses também vão ajudar no socorro aos feridos.

“Liberamos um helicóptero pedido pelo RS [Rio Grande do Sul], com equipe médica, para transportar feridos para atendimento em Porto Alegre. Está a caminho”, informou o governador Beto Richa (PSDB), pelo Twitter, por volta das 15h30.

Richa também usou o microblog para prestar condolências às vítimas da tragédia. “Este é um dos dias mais tristes da história do nosso país. O Paraná se solidariza às famílias neste momento de tanta dor”, postou o governador.

Repercussão em CuritibaTambém na tarde deste domingo, o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), anunciou que vai rever todos os procedimentos de concessão a alvarás a casas noturnas. Pelo Twitter, Fruet anunciou que vai se reunir na segunda-feira (28) com o secretário Municipal de Urbanismo, Reginaldo Cordeiro.

O Corpo de Bombeiros, representantes do Ministério Público do Paraná (MP-PR) e entidades que atuam no setor também serão convidados para o encontro. O prefeito disse ainda que a fiscalização às casas noturnas ocorrerá “com critério e sem sensacionalismo”.

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas do Paraná (Abrabar-PR) defendeu que haja uma padronização das exigências para concessão de alvarás em todo o estado. Para ele, a catástrofe ocorrida no Rio Grande do Sul deve servir de exemplo para que se amplie a discussão sobre procedimentos de segurança em casas noturnas.

“Hoje, cada cidade faz [a concessão de alvarás] à sua maneira. Defendemos uma padronização. É preciso que se leve o setor à sério, principalmente diante dos grandes eventos internacionais, como a Copa do Mundo, que vamos receber”, disse o presidente da entidade, Fábio Aguayo. “O nosso maior patrimônio é a vida do cliente”, complementou.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE