A Delegacia de Migração da Polícia Federal em Curitiba registrou na manhã desta terça-feira (14) uma estrangeira que até o mês passado estaria ilegal no país, mas foi beneficiada com a nova lei de anistia. É o primeiro caso no estado de uma pessoa beneficiada com a anistia. A estrangeira, que seria uma jovem ucraniana, não quis dar entrevistas.

A lei 11.961/2009, sancionada no dia 2 deste mês, prevê a legalização de estrangeiros em situação irregular que tenham ingressado no Brasil até 1º de fevereiro deste ano. A medida pode atingir até 50 mil imigrantes, segundo o governo federal. Eles serão anistiados, assim como ocorreu em 1988 e 1998, quando mais de 60 mil estrangeiros foram beneficiados.

Qualquer estrangeiro que se encaixe no perfil pode pedir a autorização de residência provisória, cuja validade é de dois anos. O pedido deverá ser apresentado à Polícia Federal até 30 de dezembro deste ano, pessoalmente. O interessado deve ainda procurar as unidades portando documentos de identificação pessoal. O custo é de R$ 96.

A Polícia Federal não soube informar quantos estrangeiros teriam iniciado o trâmite.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]