i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
saúde

Protesto de hospitais filantrópicos não prejudica atendimento em Curitiba

Entidades alegam que os repasses feitos pelo Sistema Único de Saúde são insuficientes

  • Pornaiady piva, especial para a gazeta do povo, com jornal de londrina
  • 25/09/2014 14:16
Faixa afixada na Santa Casa de Curitiba pede mais recursos para o SUS | Ivonaldo Alexandre/Agência de Notícias Gazeta do Povo
Faixa afixada na Santa Casa de Curitiba pede mais recursos para o SUS| Foto: Ivonaldo Alexandre/Agência de Notícias Gazeta do Povo
  • Funcionários do Hospital Pequeno Príncipe vestem preto em sinal de luto

Hospitais filantrópicos e santas casas de todo o país fizeram um "dia de luto" nesta quinta-feira (25) em protesto contra o repasse feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), considerado insuficiente pelas instituições. Em Curitiba nenhuma atividade foi paralisada, segundo informações da Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Estado do Paraná (Femipa).

Os quase 60 hospitais do Paraná ligados à federação aderiram à manifestação, entregando panfletos à comunidade e afixando faixas com frases de protesto. Houve cancelamento de consultas agendadas e cirurgias eletivas em alguns hospitais do interior, segundo a assessoria da Femipa.

No Hospital Evangélico de Londrina, todas as cirurgias eletivas e consultas agendadas para esta quinta foram canceladas. Os funcionários do setor administrativo vestiram roupas pretas para demonstrar apoio e representar o luto.

Reivindicações

Em nota, o presidente da federação, Luiz Soares Koury, argumenta que "não estamos brigando apenas por nós, mas pela saúde de todos os brasileiros, principalmente aqueles que dependem do SUS".

Segundo balanço da confederação do setor (CMB), o maior gargalo está no financiamento da média complexidade, que utilizam ambiente ambulatorial e hospital. Reivindicações para aumentar o financiamento nesta área foram entregues à presidente Dilma Rousseff e ao Ministério da Saúde em agosto deste ano (2014), durante o congresso da confederação.

Entre as medidas pedidas está o pagamento das bolsas de residências médicas e a ampliação do Programa de Fortalecimento das Entidades Privadas Filantrópicas e Sem Fins Lucrativos (PROSUS).

O setor diz ser responsável por mais de 50% dos atendimentos ao SUS e 70% dos procedimentos de alta complexidade no Paraná. Entre as instituições filantrópicas da capital estão os hospitais Cajuru e Evangélico (responsáveis por dois dos três prontos-socorros da cidade) e Pequeno Príncipe, voltado ao atendimento de crianças.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.