| Polícia Rodoviária Federal/
| Foto: Polícia Rodoviária Federal/

Um dia após a confirmação de mais quatro mortes por dengue em Paranaguá, manifestantes interditaram a avenida Bento Rocha (BR-277), na manhã dessa quarta-feira (30), em protesto por melhorias nas políticas públicas de combate ao Aedes aegypti. Ao ato durou 4 horas - entre 8 horas e meio-dia.

O trecho que ficou bloqueado é um dos dois acessos ao Porto de Paranaguá. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que acompanhou o protesto, a interdição provocou uma fila de cerca de três quilômetros.

De acordo com a PRF, cerca de 50 moradores da região da Vila Guarani fecharam a via e colocaram fogo em pneus. Eles pediram pela presença de representantes das secretarias de saúde municipal e estadual.

19 mortes

A cidade litorânea sofre com a epidemia de dengue desde janeiro e já registra 3.493 casos confirmados e concentra 61% das mortes causadas pela doença - são 19 ao todo. O Boletim Epidemiológico divulgado nesta terça-feira (29) mostra que o número de óbitos confirmados subiu para 31 em todo o Paraná. Desde agosto, 8.052 casos foram notificados na cidade.

De acordo com a Sesa, deve ser realizada uma nova aplicação do fumacê em Paranaguá nas próximas semanas para combater o mosquito Aedes aegypti adulto, já em sua forma alada. A aplicação do inseticida deve ser realizada juntamente com mutirões de limpeza na cidade.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]