Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • C

    Claudia Galiberne Ferreira

    ± 0 minutos

    Sou assinante da Gazeta faz muitos anos e parabenizo ao jornal por sempre buscar o melhor jornalismo, expondo em suas reportagens, as versões contrárias ao mesmo fato porém, não foi o que ocorreu nesse caso. A reportagem ouviu apenas profissionais interessados na manutenção da LAP, lei que se mostrou perversa ao interesse de crianças e adolescentes. Não são "apenas poucos casos" de injustiças e violências perpetradas com base na referida lei. Há inúmeros profissionais da mais alta qualidade, que poderiam fazer o contraponto ao argumento daqueles que defendem a não anulação de tão nefasta legislação. Como exemplos, os promotores de justiça Dr. Casé Fortes e a Dra. Valéria Diez Scarance.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fátima bastos

    ± 1 dias

    A lei de alienação vem protegendo pedofilos psicopatas e retirando por completo a maternidade. Meu processo é provado o abuso e já houve indiciamento e faz mais de 1 ano que o MP não toma providências! Imagine se a criança aqui estivesse com o pai baseado na LAP!! Precisamos de justiça imparcial e JUSTA!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fátima bastos

    ± 1 dias

    A lei de alienação vem protegendo pedofilos psicopatas e retirando por completo a maternidade. Meu processo é provado o abuso e já houve indiciamento e faz mais de 1 ano que o MP não toma providências! Imagine se a criança aqui estivesse com o pai baseado na LAP!! Precisamos de justiça imparcial e JUSTA!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    José Roberto Lopes

    ± 1 dias

    Partir da premissa de que pais são abusadores e as mães das crianças estão sempre com a razão está errado. Não é isso que acontece em alguns casos. A lei foi aplicada pela justiça com os recursos que ela tem para julgar isso. Acabar a lei do benefícia as mulheres e isso é uma interpretação parcial.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Guilherme Milone Silva

    ± 1 dias

    Quem é mesmo que esta AAIG quer defender? As crianças? Duvido! Só pelo nome da associação podemos concluir que o propósito é ideológico. E aí se recorre ao STF, uma caixinha de surpresas sempre infelizes. O substitutivo em tramitação no Senado é bom o suficiente. Vamos rezar para que estes militantes togados - e nos casos envolvendo questões de família, Rosa Weber é uma das piores figuras - deixem esta ADI de lado e deixem a legislação para o Senado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.