i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Violência

Rapaz é morto ao pular catraca da estação-tubo

  • PorRodrigo Batista
  • 24/09/2014 21:13

O motorista de ônibus acusado de matar um rapaz dentro da estação-tubo Quitandinha, no Sítio Cercado, em Curitiba, permanece preso e deve responder por homicídio doloso, quando há intenção de matar. Por volta das 16h20 de terça-feira, Brendow Willian Velter, 20 anos, tentou pular a catraca para entrar no ônibus sem pagar passagem. O motorista tentou impedi-lo. Os dois discutiram e o rapaz foi golpeado com um canivete no abdômen. O motorista foi preso em flagrante.

Segundo o delegado Ricar­do de Miranda, do 7.° Distrito Policial, testemunhas serão ouvidas a partir de hoje. Entre elas, passageiros e a cobradora da estação-tubo. "Ele [o motorista] responde ao inquérito preso pois a Justiça não determinou a liberdade dele." O canivete foi encaminhado para perícia no Instituto de Criminalística.

A polícia ainda investiga se houve legítima defesa, como alega o sindicato dos motoristas e cobradores (Sindimoc). "Após a morte, o motorista colocou o canivete dentro do bolso e trouxe para a delegacia. Geralmente guardamos no bolso algo que é nosso", diz o delegado.

"A Promotoria é que vai de­cidir se apresenta o caso à Justiça ou não. É difícil que ele seja acusado de lesão corporal culposa, pois essa ocorre somente quando não há intenção de ferir alguém." O inquérito deve ser concluído em 10 dias.

A empresa em que o motorista trabalha informou que ele continua empregado e vai esperar a conclusão do inquérito para tomar alguma medida. A Urbs disse que só pode se pronunciar após a conclusão da investigação.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.