Rebelatto, presidente da Ebserh, cumprimenta o reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho | Ebserh/Divulgação
Rebelatto, presidente da Ebserh, cumprimenta o reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho| Foto: Ebserh/Divulgação

O reitor da Universidade Fede­ral do Paraná (UFPR), Zaki Akel Sobrinho, assinou ontem, em Brasília, o contra­to de cogestão com a Empre­sa Brasileira de Serviços Hos­pitalares (Ebserh) para a administração do Hospital de Clínicas e da Maternidade Victor Ferreira do Amaral.

Segundo a Ebserh, um plano de reestruturação das unidades hospitalares já pode começar. "Os planos preveem a adoção de medidas para a recuperação da infraestrutura física e tecnológica. Além disso, incluem a recomposição do quadro de pessoal por meio de concurso público", informou a assessoria de imprensa da Ebserh. Conforme a estatal, no início de 2015 serão publicadas as portarias autorizando a realização do concurso. O número de vagas para esse primeiro processo seletivo deve levar em conta tanto a assistência médica quanto a formação profissional dos estudantes da área de saúde.

A estimativa é de que, ao todo, a Ebserh contrate cerca de dois mil servidores, entre médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, nutricionistas, farmacêuticos, fisioterapeutas e pessoal administrativo para suprir o déficit de funcionários do HC. O contrato estabelece que tanto o hospital quanto a maternidade seguem prestando atendimento pelo SUS. Também estão mantidos todos os compromissos assumidos pela reitoria com os 916 colaboradores da Funpar. Os demais 1,8 mil servidores também permanecerão no HC.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]