i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
serviço

Residências escondem “armadilhas” que podem virar foco de incêndio; saiba como minimizar os riscos de acidentes

Eletrodomésticos e outros objetos de uso cotidiano, se mal utilizados, podem produzir fogo. Pequenos cuidados evitam esse risco

  • PorFelippe Aníbal
  • 11/02/2016 20:50
Incêndio destrói casa em Curitiba: descuidos podem produzir fogo. | Atila Alberti /Tribuna do Paraná
Incêndio destrói casa em Curitiba: descuidos podem produzir fogo.| Foto: Atila Alberti /Tribuna do Paraná

Recentemente, uma adolescente pôs fogo no apartamento em que morava ao tentar matar uma barata, em Vila Velha, no Espírito Santo. Rapidamente o caso ganhou notoriedade nas redes sociais. Para além de atitudes inusitadas de moradores, as residências escondem uma série de “armadilhas” que podem se tornar foco de incêndio. São eletrodomésticos e objetos do cotidiano que, por falta de manutenção ou por uma ação precipitada, podem produzir fogo. Alguns cuidados, no entanto, podem minimizar os riscos de acidentes.

“Alguns descuidos, por mais óbvios que pareçam, ainda continuam a causar muitas ocorrências”, disse a tenente Rafaela Mansur Diotalevi, oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros de Curitiba.

A corporação não tem um levantamento estatístico das prováveis causas dos incêndios – já que elas são apurados posteriormente aos atendimentos, por meio de perícia. Mas, a pedido da Gazeta do Povo, o Corpo de Bombeiros apontou os principais focos de incêndio em residências. Veja abaixo as situações mais críticas nos principais pontos de casa e como proceder.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.