i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
União x Governador do PT

STF mantém decisão que retirou a Força Nacional de assentamentos do MST na Bahia

  • PorGazeta do Povo
  • 25/09/2020 10:53
STF mantém decisão que retirou a Força Nacional de assentamentos do MST na Bahia
| Foto: Arquivo / Gazeta do Povo

O Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou, nesta quinta-feira (24), medida liminar deferida pelo ministro Edson Fachin que determinou a retirada da Força Nacional de Segurança de assentamentos do Movimento Sem Terra (MST) localizados nos municípios baianos de Prado e Mucuri. A União havia autorizado o emprego da Força Nacional, entre 3 de setembro e 2 de outubro, em apoio ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, para cumprir mandado de reintegração de posse em dois assentamentos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

A decisão do STF foi tomada no julgamento da Ação Cível Originária (ACO) 3.427, ajuizada pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT), contra a União. O governador alegou que, apesar de a operação ter sido autorizada para preservar a ordem pública, não haveria indício de conflitos sociais ou desestabilização institucional que a justificassem.

O plenário do STF, por 9 votos a 1, decidiu que a utilização da Força Nacional sem a autorização do governador violaria o princípio constitucional da autonomia dos estados. Prevaleceu o entendimento Edson Fachin, relator da ação. O único voto divergente foi do ministro Luís Roberto Barroso, que considerou legítimo que a Polícia Federal solicitasse ajuda da Força Nacional para proteger o patrimônio da União.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • A

    Afonso Celso Frega Beraldi

    ± 0 minutos

    Governador Ruim B(o s t a) da BA.....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]