• Carregando...

Um rapaz de 23 anos foi preso na última terça-feira (29) em Morretes, no litoral do estado, por suspeita de ter cometido um assassinato há quase cinco anos. Wagner dos Santos Vieira, de 23 anos, teria matado um homem de 30 anos na Vila Osternack, bairro Sítio Cercado, em Curitiba. O motivo do crime seria banal, segundo a polícia: Wagner teria emprestado um casaco à vítima, Juraci Grite, de 30 anos, e o homem se recusou a devolver a roupa.

"Aparentemente, não houve nenhuma outra razão para ele ter cometido o crime, foi mesmo pelo empréstimo de uma blusa peruana", disse o delegado Agenor Salgado Filho, da equipe de Crimes Complexos da Delegacia de Homicídios (DH). Este setor da polícia se dedica a investigar assassinatos cometidos há mais de dois anos, que ficaram com a solução em aberto.

O assassinato teria acontecido no dia 28 de dezembro de 2008, por volta de 1h da manhã. Desde o dia do crime, segundo a polícia, não havia notícias de Vieira, mas ele já teria antecedentes criminais por roubo.

"Esse rapaz provavelmente já tinha esquecido que a polícia estava investigando o crime. Mas a reconstituição dos fatos e o reconhecimento das testemunhas, por foto e pessoalmente, não nos deixam dúvida de que ele é o autor do homicídio", disse Salgado Filho. De acordo com o delegado, foram ouvidas oito testemunhas ao longo do inquérito, três das quais reconheceram Vieira por fotografias.

O suspeito nega o crime, e afirma que sequer conhecia Grite. Segundo o delegado Salgado Filho, Vieira foi detido em Morretes e levado para Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, para pegar objetos pessoais. O suspeito nega inclusive que estava em Morretes: ele afirma que foi preso em Fazenda Rio Grande, na frente do local em que trabalhava.

0 COMENTÁRIO(S)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]