i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
violência

"Tem marcas da roda no braço do meu filho", diz pai de bebê arrastado

Pendurado na cadeirinha, menino de 3 meses foi levado por 400 m. Pai afirmou que equipamento salvou a vida do filho em Maceió

  • PorG1/Globo.com
  • 25/04/2009 11:53

O arquiteto Normam Dowell Vale de Brito, 32 anos, pai do bebê Gabriel, de 3 meses, arrastado pelo carro após um assalto em Maceió, na noite desta quinta-feira (23), disse que o filho está com marcas da roda do veículo no braço esquerdo. "Ele nasceu de novo. Foi um milagre ele ter ficado tão perto da roda, do pneu, quase sob o carro e ainda ter sobrevivido."

A mãe, a também arquiteta Renata Dowell, disse ao G1 que o bebê está bem. Ele passou por uma tomografia na Santa Casa de Misericórdia de Maceió, na manhã desta sexta-feira (24). O exame não constatou problemas neurológicos na criança. "Levei meu filho para fazer exame de corpo de delito no IML, onde também fiz o mesmo exame. Felizmente ele se recupera bem e já podemos ir para casa."

"Foi um susto muito grande. Ontem (quinta-feira) eu vi o quanto é importante o uso da cadeirinha para bebês, tanto para acidentes como em casos de violência como esse. O uso do equipamento deve ser obrigatório mesmo. Foi o que salvou a vida do meu filho", disse o pai.

Investigação

A Polícia Civil de Maceió procura os três assaltantes suspeitos de arrastar o bebê Gabriel após roubar um carro na capital alagoana. O bebê sofreu escoriações leves no braço e na perna esquerda.

O menino e o carro foram abandonados na avenida da orla de Maceió, cerca de 400 metros do local do roubo. O bebê ficou preso na cadeirinha em que era transportado pela mãe. Ele foi arrastado pelo lado esquerdo do veículo.

O caso será investigado pela Delegacia de Roubos e Furtos de Maceió. A mãe deve ser chamada para prestar depoimento assim que se recuperar psicologicamente.

A polícia também tenta identificar os trio de assaltantes que abordou a vítima. Não há confirmação ainda sobre a existência de imagens registradas por câmeras de circuito de segurança de prédios residênciais ou comerciais.

O assalto

Segundo informações da polícia, a mãe se preparava para sair de casa com o filho quando foi abordada por três rapazes, que pediram o carro dela. Ela ainda tentou tirar o filho com a cadeirinha, mas não teve tempo. Um dos criminosos, que assumiu o volante, acelerou o veículo e a criança ficou pendurada do lado de fora.

O pediatra Oscar de Andrade, que cuidou da criança, disse que a estrutura da cadeirinha pode ter evitado que o bebê sofresse maiores lesões.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.