Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Verão
  4. Uma Guaratuba desconhecida

Turismo

Uma Guaratuba desconhecida

Longe das praias, turismo rural no município litorâneo reserva surpresas aos visitantes: rios de águas cristalinas – bons para o banho e para a pesca

  • Amanda Audi, especial para a Gazeta do Povo
O Rio São João, em Pedra Branca do Araraquara, recebe até 400 turistas no fim de semana |
O Rio São João, em Pedra Branca do Araraquara, recebe até 400 turistas no fim de semana
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Uma Guaratuba desconhecida

Quem se restringe ao mar não conhece todo o potencial de Guaratuba, no Litoral paranaense. Além das praias, que ficam lotadas durante o verão e nos fins de semana, a cidade tem uma extensa área rural, coalhada de belas paisagens e rios bons para pescar e tomar banho. O turismo é pouco explorado na região e não há uma grande estrutura de restaurantes e pousadas, mas a área reserva surpresas aos visitantes.

Além de ter o título de maior produção de bananas de todo o Paraná – com 3 mil hectares cultivados e produção de 75 mil toneladas por ano –, a área rural de Guaratuba abriga rios que são verdadeiros tesouros de água cristalina. Curiosamente, para chegar até lá, saindo do centro da cidade, é preciso deixar o estado e passar por Garuva (SC), pela PR-412.

Na comunidade de Pedra Branca do Araraquara passa o Rio São João. O local é bastante visitado por turistas de Curitiba, garante Salete Kempinsky, moradora do local há 26 anos e dona da lanchonete Recanto do Beija-Flor. O nome remete às figurinhas fáceis de serem encontradas por lá. Além dos beija-flores, o visitante vê muitas saíras, periquitos e outros pássaros típicos da Serra do Mar. “Coloco água com açúcar para eles a cada 25 minutos e a casa fica sempre cheia de pássaros”, diz.

No Rio São João, dá para pescar lambari, se refrescar nas águas geladíssimas e transparentes e alugar boias infláveis e churrasqueira para passar o dia. O local recebe até 400 pessoas nos fins de semana e feriados. A família de Wilson Mendes, de Curitiba, sempre visita a região. “As crianças adoram passar pela ‘Ponte do Indiana Jones’”, conta, em referência a uma ponte pênsil que cruza o rio.

Cubatão

Reserve um tempo para passar na lanchonete do Velozo quando estiver a caminho do Rio Cubatão. Em caso de reserva antecipada, Luiz Velozo serve refeições que incluem peixes pescados nos rios da região. Segundo ele, o único problema de morar ali é a estrada, toda de terra. “Se melhorasse o acesso, com certeza viria bastante gente pra cá porque é muito bonito e tranquilo”, acredita.

O Rio Cubatão desemboca na Baía de Guaratuba e faz parte da divisa entre o município e São José dos Pinhais. Antigamente, os moradores o usavam para transportar itens cultivados na área rural até a baía. Hoje, ele atrai pescadores de fins de semana. Uma dica importante: leve repelente, pois há muitos pernilongos e borrachudos.

Em busca de melhorias para as estradas

Um projeto para melhorar as condições de acesso à região rural de Guaratuba e incentivar o turismo no local está sendo discutido entre as autoridades do município. A informação é do secretário de Pesca e Agricultura de Guaratuba, Paulo Zanoni Pina, e do vice-pre­­feito Vandir Esmaniotto.

Uma parceria com o governo federal para ajudar na manutenção das estradas de terra também está em negociação avançada, segundo eles. As limitações de construção, impostas pelas leis que regem as áreas de proteção ambiental – a zona rural de Guaratuba fica localizada em uma delas –, estariam atrasando o processo.

Atualmente, a manutenção das estradas de terra é feita uma vez por mês. “A ideia é que o turismo nessa região gere renda para as comunidades de moradores, sem prejudicar o meio ambiente”, diz Esmaniotto.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE