Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
 | Waldemir Barreto/Agência Senado
| Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, concedeu entrevista à Gazeta do Povo e falou sobre as negociações para a transferência do senador Alvaro Dias (PSDB, foto) para o partido, conta o blog Conexão Brasília, do jornalista André Gonçalves. “Nós tivemos conversas e ele sabe que temos interesse numa eventual filiação. Será muito bem-vindo. Mas essa é uma decisão que agora cabe a ele”, declarou. Sobre a possibilidade de Alvaro querer concorrer à Presidência da República, respondeu: “Esse assunto não foi tratado, mas é uma pretensão legítima dele. Alvaro tem uma longa carreira política, de um desempenho muito acima da média. Tem o direito de trabalhar com esses planos”, afirmou.

Novo velho procurador

Não acredito que o Congresso vá julgar de maneira arbitrária. Não acho que o Congresso vá cassar [Dilma] porque os elementos jurídicos não permitem.

Luís Inácio Adams, ministro da Advocacia-Geral da União, sobre as “pedaladas fiscais” do governo Dilma Rousseff (PT).

Interino desde junho, Paulo Sérgio Rosso foi efetivado na quinta-feira (23) no cargo de procurador-geral do Paraná. Ele substitui o procurador Ubirajara Ayres Gasparin, que foi exonerado do cargo no mês passado. Na ocasião, o governo disse que a exoneração foi “uma decisão interna” e “não haveria o que acrescentar” ao decreto assinado pelo governador Beto Richa (PSDB).

Troca-troca

A saída de Ubirajara Ayres Gasparin foi a quinta autoridade a deixar um cargo de alto escalão no governo Richa neste ano. As trocas mais recentes envolveram as pastas da Comunicação e da Cultura. O jornalista Paulino Viapiana assumiu a Secretaria de Estado da Comunicação Social no início deste mês, após a saída de Marcelo Cattani. Para o comando da Cultura, foi escalado o ator, dramaturgo e cenógrafo João Luiz Fiani, que herdou o posto de Viapiana.

Sem revisão

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) encaminhou nota para informar aos eleitores que os municípios de Agudos do Sul, Araucária, Contenda, Fazenda Rio Grande, Lapa, Mandirituba, São José dos Pinhais e Tijucas do Sul, todos na Região Metropolitana de Curitiba, não estão passando pelo processo de revisão biométrica. Ou seja, os moradores não precisam comparecer ao Fórum Eleitoral de sua região.

Com revisão

Segue a lista dos municípios do estado cujos eleitores precisam passar pela revisão biométrica: Adrianópolis, Almirante Tamandaré, Apucarana, Barracão, Bocaiúva do Sul, Bom Jesus do Sul, Cambé, Cambira, Campo Magro, Campina do Simão, Campina Grande do Sul, Candói, Cascavel, Colombo, Foz do Jordão, Guarapuava, Itaperuçu, Lindoeste, Nova Itacolomi, Ouro Verde do Oeste, Paranaguá, Pinhais, Piraquara, Ponta Grossa, Quatro Barras, Rio Branco do Sul, Salgado Filho, Santa Tereza do Oeste, São Pedro do Iguaçu, Toledo, Tunas do Paraná e Turvo.

Menos gente

O município de Rio Bonito do Iguaçu, na Região Centro-Oeste do estado, próximo a Laranjeiras do Sul, perdeu uma importante batalha judicial. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou recurso que pedia a revisão do índice populacional contabilizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Tudo porque o instituto revelou que a cidade perdeu habitantes, diminuindo assim a verba que recebe do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O último censo do IBGE aponta 13.661 habitantes. A cidade alega ter 14.450.

Até a conta de luz

Na ação, a prefeitura apresentou à Justiça Federal de Pato Branco (PR) dados referentes ao número de eleitores, usuários do SUS, óbitos e nascimentos, alunos matriculados na rede municipal de ensino e até dados referentes ao aumento no consumo de energia elétrica. Por ora, não deu certo.

Colaboraram: Bruna Maestri Walter, Carlos Eduardo Vicelli e Fabiano Klostermann.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]