Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida Pública
  3. Eleições
  4. 2014
  5. Justiça nega recurso contra candidatura de Ratinho Jr.

Disputa pela prefeitura

Justiça nega recurso contra candidatura de Ratinho Jr.

  • Gladson Angeli
Ratinho Júnior (PSC). |
Ratinho Júnior (PSC).
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Os desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) julgaram, na última terça-feira, improcedente um recurso que pedia o indeferimento da candidatura do deputado federal Ratinho Jr. (PSC) à prefeitura de Curitiba. A candidatura de Ratinho Jr. foi alvo de questionamento em razão do programa de televisão apresentado em rede nacional pelo pai dele, o comunicador Carlos Massa, conhecido como Ratinho.

O argumento da ação era que o artigo 45 da Lei Eleitoral proíbe que emissoras de rádio e televisão divulguem "nome de programa que se refira a candidato escolhido em convenção, ainda quando preexistente, inclusive se coincidente com o nome do candidato ou com a variação nominal por ele adotada. Sendo o nome do programa o mesmo que o do candidato, fica proibida a sua divulgação, sob pena de cancelamento do respectivo registro", diz a lei.

"Os desembargadores reconheceram que não havia fundamento nenhum no pedido de impugnação da candidatura de Ratinho Jr. à prefeitura de Curitiba", afirmou o advogado Guilherme Gonçalves, coordenador jurídico da coligação Curitiba Criativa, de Ratinho Jr. A defesa de Ratinho Jr. sustentou que o programa faz referência explicitamente ao apresentador e não ao filho. "Eles são pessoas diferentes e o programa é sobre o pai, que não é o candidato", afirmou Gonçalves.

Licença

O Diário Oficial da Câmara Federal publicou ontem a licença de Ratinho Júnior do cargo de deputado federal. Ele ficará afastado do cargo por 120 dias, sem direito a remuneração. Ele pediu afastamento para se dedicar integralmente à campanha para prefeito de Curitiba. Na terça-feira, Ratinho já havia confirmado que pretendia se licenciar, só não informou a data a partir da qual se afastaria das atividades legislativas. O suplente, professor Sérgio Paulo de Oliveira, candidato a vereador em Foz do Iguaçu, já assumiu a vaga.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE