O projeto estabelece o pagamento de 3,45% (referentes à inflação de maio a dezembro de 2014) em uma única parcela em outubro deste ano | Pedro de Oliveira/Alep
O projeto estabelece o pagamento de 3,45% (referentes à inflação de maio a dezembro de 2014) em uma única parcela em outubro deste ano| Foto: Pedro de Oliveira/Alep

A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou, por 30 votos a favor e 16 contra, na tarde desta quarta-feira (10), em primeira discussão, o projeto de reajuste salarial para o funcionalismo público. A proposta deve ir à votação em segundo turno na próxima segunda-feira (15), com o compromisso da oposição de não apresentar emendas ao texto.

Nova disputa entre governistas e oposicionistas põe em risco projeto de reajuste do funcionalismo

Leia a matéria completa

O projeto estabelece o pagamento de 3,45% (referentes à inflação de maio a dezembro de 2014) em uma única parcela em outubro deste ano. A inflação de 2015 será zerada em janeiro de 2016. Já as perdas inflacionárias de 2016 serão pagas em janeiro de 2017 – quando os servidores também ganharão um adicional de 1%.

Além disso, o projeto prevê a reposição do IPCA de janeiro a abril de 2017 a ser paga em 1.º de maio daquele ano – quando a data-base do funcionalismo estadual voltará a ser em maio e não mais em janeiro.

Até agora, porém, não se sabe o impacto financeiro da medida para o caixa do estado. Além de o projeto em tramitação na Assembleia não trazer qualquer informação nesse sentido, o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, tampouco forneceu detalhes da proposta em entrevista coletiva na semana passada.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]