i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Caixa Zero

Ver perfil

Declarações de Richa são desserviço às mulheres

  • PorRogerio Galindo
  • 21/05/2015 19:40
Declarações de Richa são desserviço às mulheres
| Foto:

Fernanda_Richa_2Texto da repórter Amanda Audi:

Apesar de Fernanda Richa sempre ter ocupado posições importantes nos mandatos do marido Beto Richa (PSDB) – hoje é secretária da Família e Desenvolvimento Social do Paraná – ela não sabe o que é um auditor fiscal.

A declaração foi dada pelo governador em entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues, do UOL. Richa tentava defender a esposa da acusação de envolvimento no escândalo de corrupção da Receita Estadual em Londrina – que, segundo o governador, ela nem mesmo sabe onde fica.

Esse tipo de defesa é no mínimo dúbia. Ao dizer que a esposa desconhece o que é um auditor, Richa passa uma imagem péssima dela. De falta de competência para baixo.

A declaração pode ser interpretada como um rebaixamento da mulher. Para ficar mais claro, é difícil imaginar o governador falando a mesma coisa de algum homem importante de seu governo – como qualquer outro secretário estadual, mesmo posto ocupado por Fernanda.

Richa poderia ter dito que Fernanda não tem nada a ver com a corrupção, que ela tem outras preocupações, que não conhece os envolvidos ou qualquer coisa do tipo. Mas chamar a esposa de mal informada (no mínimo) foi a maneira escolhida para a defesa dela.

Adoraria ouvir a resposta da Fernanda sobre a declaração do marido. Será que ela diria que realmente não sabe o que é um auditor? Ou será que poderia se defender de uma maneira que não se rebaixasse?

Além disso, na mesma entrevista Richa também diz que Fernanda é “uma valor de valor, trabalhadora. Uma mulher muito religiosa, vem de um bom berço, uma boa família”.

Para ele, mulher “de berço” – de família rica – e “religiosa” é mulher “de valor”. A esse tipo de mulher não caberiam alegações de corrupção. Mas sim às outras mulheres, as que não são de berço, que não são tão religiosas, que não mostraram seu valor.

Com isso, o governador presta um desserviço a todas as mulheres. Não é só um certo tipo de mulher que merece respeito. Todas merecem. Independente de origem ou qualquer outra coisa.

Em tempo: Fernanda deve ter no mínimo uma noção do que é um auditor. Afinal, ela foi citada em um jornal do sindicato da categoria por ter se empenhado para promoções de auditores.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.