i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Cristina Graeml

Foto de perfil de Cristina Graeml
Ver perfil

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso". Joseph Joubert.

Boa notícia

O que a produção de papelão nos diz sobre a recuperação econômica brasileira

  • 22/07/2020 12:17

Se você, como eu, não é economista ou empresário talvez tenha estranhado a frase do título, mas o desempenho da indústria do papelão é um dos principais indicadores econômicos. Sempre que quiser saber como está a produção industrial de um país, que é a base das maiores economias do mundo, olhe para os números das fábricas de papelão.

Por que isso é importante? Papelão é a matéria-prima das indústrias de embalagens. E embalagem, como o próprio nome diz, é o que embala os produtos.

Quando uma economia está em crise, a produção cai. Produção de tudo, de alimentos – já que os agricultores ficam sem dinheiro para investir em sementes e máquinas, por exemplo - às das indústrias automobilística, ferroviária, náutica e aeronáutica, responsáveis pela fabricação dos veículos que transportam as cargas dos locais de produção até os pontos de venda acessíveis ao consumidor.

Quando se produz menos (de tudo), a produção de papelão para fabricação de embalagens também é menor, porque não há tanto o que embalar. Já o contrário também ocorre: quando há crescimento econômico, com fábricas aumentando a produção e precisando de mais embalagens, a produção de papelão, por óbvio, cresce junto. Não só cresce, como aparece - antes mesmo de aparecerem os números positivos dos demais setores.

Notícia boa

A jornalista Jessica Sant’Ana, da equipe de Brasília da Gazeta do Povo, fez um levantamento aprofundado dos indicadores econômicos do Brasil dos meses iniciais da pandemia até agora. Em matéria publicada no último sábado (18) ela mostra uma série de sinais de reação da economia após o país chegar ao fundo do poço.

As informações contidas na reportagem são inspiradoras, não só porque trazem sinais claros de recuperação após a crise econômica provocada pela pandemia, mas porque revelam o ânimo dos empresários e industriais em retomar o caminho virtuoso que vinham perseguindo desde que o país se libertou de governantes economicamente "criativos" para mascarar o saque ao Estado.

Alguns setores parecem estar voltando às atividades com tanto fôlego que têm conseguido números até melhores do que os obtidos no mesmo período do ano passado, quando o mundo sequer sonhava com a possibilidade de uma crise global, intensa e prolongada como a que vivemos em 2020, provocada pelo surgimento e proliferação do coronavírus.

Indicadores positivos

São vários os dados que levam à conclusão de que está em curso uma gradual retomada na atividade econômica, da produção de papelão ao licenciamento de caminhões. Vamos começar pelos números da indústria de papelão ondulado, considerado um dos principais “termômetros” para indicar aquecimento ou retração da economia, porque, como eu disse acima, é esse o material usado na fabricação de embalagens.

Tomo a liberdade de reproduzir um trecho da reportagem da Jessica Sant’Ana, que você pode ler na íntegra depois clicando aqui.

"Em junho, na série com ajuste sazonal, a expedição de papelão ondulado aumentou 5,7% na comparação com junho de 2019 e 12% em relação a maio de 2020, de acordo com dados prévios da Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO) levantados pela SPE [Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia]. Junho é o primeiro resultado positivo de venda de papelão ondulado após dois meses de queda influenciada pela redução da atividade econômica durante a pandemia."

A reportagem traz até um gráfico mostrando que essa indústria, em abril, produziu 5,2% a menos que em março. Depois, em maio, caiu ainda mais, produzindo 9,9% a menos do que em abril (que já tinha sido um mês ruim). Ou seja, poucas indústrias estavam precisando de papelão para embalagens. A maioria estava com as atividades parcial ou totalmente afetadas pelos decretos de fechamento de serviços não essenciais. Já junho foi o mês da retomada: 12% de aumento na produção de papelão ondulado em relação a maio.

Como, em economia, não se pode olhar para apenas um indicador - e para não dar margem àqueles comentários pessimistas que certamente virão, dizendo que o desempenho da indústria do papelão é só um numerozinho que não revela muita coisa, vamos aos outros.

Os indicadores de vários setores industriais foram bons em junho (e aqui a comparação não é com o mês imediatamente anterior, mas com a produção do mesmo mês de junho no ano anterior, 2019). Fabricação de bebidas cresceu 21%; de máquinas e equipamentos, 15%; produtos de metal (com exceção das máquinas e equipamentos), 13%; produtos minerais não metálicos, 6%; celulose e papel, 3,8% (quase 4%).

Também houve crescimento de 11% no número de caminhões licenciados, o que significa que em junho de 2020 a frota que transporta produtos de um lado para o outro do país aumentou mais do que em junho de 2019.

Aí entrou o mês de julho com um novo indicador positivo. Pela primeira vez desde o começo da pandemia aumentou o consumo de energia elétrica: 2% segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). A reportagem lista vários outros indicadores, como venda de motocicletas, bicicletas, bens não duráveis, emissão de notas fiscais eletrônicas. Tudo registrou aumento em junho e segue esse ritmo em julho, mesmo com as restrições de abertura do comércio e de circulação de pessoas ainda vigorando em praticamente todo o país.

São sinais de que as projeções para o desempenho do PIB brasileiro deste ano podem mudar. Por enquanto o governo mantém a previsão de que, na conta final, a produção do país em 2020 sofrerá queda de 4,7%. É ruim. Mas é bem menos do que as previsões feitas pelos analistas da OCDE e do FMI. Só este último projeta queda entre 8 e 9% no PIB brasileiro este ano.

O ministro Paulo Guedes afirma que há exagero nas análises dos organismos internacionais e tem dito que o Brasil vai surpreender. Numa entrevista à Rádio Jovem Pan na semana passada ele simplesmente ignorou os pessimistas.

“Estamos nos levantando. Essas previsões são totalmente descredenciadas, como a queda do PIB em 10%, prevista no início da pandemia. Vamos surpreender o mundo.”

Paulo Guedes, ministro da Economia

E agora que ele conseguiu dar o ponta-pé inicial na reforma tributária, muito aguardada pelo setor produtivo, é ainda mais inspirador ouvir suas palavras. Fiquemos de olho na produção de papelão!

18 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 18 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • A

    André

    ± 16 horas

    Li todos os comentários até aqui e me ficou uma dúvida: Por que sempre tem que ter um hater para dar "deslike" nos comentários quando eles mostram sinais positivos da economia? A turma que torce contra o país não desiste de passar vergonha.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LUZIANA FEITOSA JUNQUEIRA

    ± 20 horas

    Tenho percebido muitas pessoas reformando suas casas, e nisso entra a compra de novos móveis. Uma ótima notícia, sucesso a todos os setores!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    EDUARDO SABEDOTTI BREDA

    ± 22 horas

    Excelente reportagem. O papelão é e sempre foi o termômetro da realidade de um país. Tenho viajado e percebido o aumento visível do número de caminhões nas estradas. Muita gente que viaja de carro o utiliza a trabalho, mas não sabemos quem o faz com esse objetivo. Mas se encontramos muitos caminhões carregados nas estradas é sinal de que a economia voltou a funcionar.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    BENEDITO APARECIDO TUPONI JUNIOR

    ± 23 horas

    E porque a Renault demitiu 700?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • B

      BENEDITO APARECIDO TUPONI JUNIOR

      ± 18 horas

      Obrigado Cristina. É o diálogo que constrói!!!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 22 horas

      Porque,como todo mundo preso em casa, ninguém está comprando carro. As empresas aéreas, agências de viagens, todo o setor de turismo tbém estão longe de sair da crise. Mas os indicadores estão aí e mostram retomada de vários setores. Quanto a estes que vc e eu citamos agora, vai depender da revogação de decretos de prefeitos e governadores e da autorização de entrada de brasileiros em outros paises. É um processo mais lento.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jadoul

    ± 24 horas

    Que bom ouvir notícias do lado bom do Brasil! E dele. que nos vivemos. Obrigado Cristina

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    RPM

    ± 24 horas

    Cristina. Muito bom seus comentários.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fernando Cortopassi de Oliveira

    ± 24 horas

    Cristina, o aumento de caminhões licenciados poderia também indicar outra possibilidade? A de que a frota está sendo renovada? O que, também, é algo absurdamente bom para todos pois põe em circulação com melhores tecnologias em segurança e ambiental, o que também ajuda a Saude da população no médio e longo prazos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 22 horas

      Sim. É sinal de investimento por parte das empresas transportadoras. Sinal de que há cargas por entregar e preocupação com a segurança da operação e de todos os envolvidos.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cético

    ± 1 dias

    O brasileiro é resiliente, vamos superar esse período e sair dessa crie maiores do que quando entramos. Se é possível afirmar haver algo de positivo em relação à pandemia, acredito que foi uma certo banho de realidade, semelhante ao efeito da 2ª GM na Europa.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    Tiago

    ± 1 dias

    Muito bom receber uma dose de otimismo realista nesses "tempos loucos"... obrigado Cristina!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    SERGIO ELOI

    ± 2 dias

    Esse texto traz a realidade dos fatos. Hoje os fornecedores não estão conseguindo entregar as encomendas. Alguns deles estão estendendo prazos de entrega outros simplesmente não estão aceitando pedidos. Deve ter dois fatores que contribui pra isso. Aumentos dos pedidos, afetando a capacidade de produção, e a redução da jornada de trabalho causado pela distanciamento pela pandemia.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    SERGIO ELOI

    ± 2 dias

    Posso testemunhar esse crescimento na economia. Sou dono de uma loja varejista de móveis. Desde os fins de 2014 não tínhamos tão boas e consistente vendas. Não sei explicar o que está levando essa manutenção de vendas no varejo. O cenário era pessimista antes da eleição, e até agora foi muitos boicotes para economia decolar. Não sei se o auxilio emergencial ajudou na manutenção das vendas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eden Lopes Feldman

    ± 2 dias

    Ótima notícia, descritas de forma realista e que nos traz a esperança de um retorno a normalidade. Excelente analise.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Denilson Gomes Privado

    ± 2 dias

    Ótimas notícias!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MAURO JOSE KUMMER

    ± 2 dias

    obrigado por mostrar um pouco da verdade sobre o Brasil, logo não lembraremos da pandemia com tanta ênfase, mas lembraremos da economia

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • H

    Heros Musial

    ± 2 dias

    Excelente Cristina

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.