i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Educação e Mídia

Foto de perfil de Educação e Mídia
Ver perfil
DESENVOLVIMENTO

As competências necessárias para as mudanças na educação na pandemia

  • Por Educação e Mídia
  • 16/06/2020 18:05
As competências necessárias para as mudanças na educação na pandemia
| Foto: Freepik

Estamos vivendo momentos realmente impactantes. Com a Pandemia do COVID-19, as mudanças na forma de viver, estudar e trabalhar estão sendo de tal forma, que as pessoas se mostram muitas vezes atordoadas diante deste cenário. Na educação não foi diferente e teve que se adequar a esta nova realidade em uma velocidade tal, que seria talvez, inimaginável em um contexto fora deste momento.

Apesar do mundo caminhar para um uso mais amplo da tecnologia na educação, ainda levaríamos um tempo consideravelmente maior, para que esta fosse uma realidade na maioria dos países ao mesmo tempo e de maneira mais intensa. Desta forma, para suprir a ausência física dos estudantes em sala de aula, muitos professores tiveram que se adaptar ao uso de ferramentas tecnológicas para continuar desenvolvendo os conteúdos com qualidade, buscando garantir que seus alunos continuem aprendendo.

Conseguimos imaginar, que momento é este? Quais habilidades e competências temos que ter ou desenvolver em nós mesmos? Qual grau de resiliência que todos os envolvidos (alunos, professores, técnico-administrativos entre outros profissionais) devem mostrar, para que consigam lograr o sucesso de toda a operação e garantir o ensino-aprendizagem que as escolas desejam e que as famílias esperam?

A resiliência, como uma competência, deve estar presente no comportamento de todos que fazem parte deste processo. Quando falamos de resiliência, queremos imprimir a capacidade de superar um momento de crise ou adversidades, de tal forma, que possamos manter nossa saúde emocional para desenvolvermos nossos papeis como profissionais e famílias. Resiliência esta, para lidarmos com a frustração ao estresse, que nos apresenta como consequência de uma situação imposta por uma pandemia e não um desejo de um lado ou outro.

Outra competência essencial é a comunicação ativa e com muita atenção em nos relacionar com as pessoas ao nosso redor, com muito tato, sensibilidade, empatia, ao mesmo tempo com assertividade e orientação aos resultados, da escola para as famílias e alunos, e das famílias para os profissionais que estão fazendo de tudo para atender cada necessidade neste processo.

Não poderíamos deixar de nomear a organização e planejamento, como a habilidade de mantermos o foco de onde todos temos que chegar, como chegar, sem perder de vista todas as áreas de nossas vidas. Também é importante a visão estratégica como força motriz no processo, tanto da escola e seus professores, como daqueles que se utilizam da educação para seus filhos ou para si próprio. Sem ela, estaremos fadados ao fracasso ao longo do caminho, pois são muitas as situações que devemos gerenciar com o objetivo de enfrentarmos com chances de sucesso os diversos momentos que se nos apresentam.

Para isto, temos que desenvolver uma postura flexível para estas mudanças e ajustes contínuos ao longo deste período. A rigidez nas posturas e visão dos acontecimentos, com certeza, constroem muros intransponíveis entre todos. Ter a habilidade de trabalhar com a percepção de equipe, isto é, a união entre todos (escolas, profissionais da educação, famílias e alunos) que garantirão novas possibilidades, que com certeza influenciarão na educação do futuro.

Se está sendo difícil para as famílias; no mesmo grau, está sendo para as escolas nos seus diferentes níveis, processos, estruturas e pessoas. Estamos falando não só de novas ferramentas, mas de novas metodologias na forma de ensinar, mas também de aprender e se relacionar.

Mesmo as escolas que não estão se utilizando de aulas remotas, estão propondo atividades pedagógicas amplamente discutidas entre os professores, coordenadores pedagógicos, psicopedagogos, psicólogos, entre outros profissionais, que de forma direta ou indireta, estão no processo para garantir o ensino-aprendizagem dos alunos e bom atendimento as famílias.

Como podemos ver, são muitas as competências que todos os envolvidos devem apresentar ou oportunizar a melhorar para que juntos possamos passar por este período, com a única certeza, que tudo passa. Na história da humanidade, durante as grandes crises e guerras, é que houveram as grandes descobertas, desenvolvimentos e despertar para novos princípios e valores na sociedade. Que a educação também seja o elo entre os dias de hoje e as expectativas do amanhã.

Texto escrito por Cristiane Mello David, Diretora da Unicesumar- Campus Curitiba; Mestre em Recursos Humanos e Organizações pela Universidade de Barcelona ( Espanha). Psicóloga. Atuou como Consultora em Gestão de Pessoas na Espanha, Portugal, Buenos Aires e Brasil. Docente em Psicologia desde 1995 a 2012. Foi Diretora da área da Saúde da Unicesumar de 2013 a 2015 e assumiu a Direção do Campus de Curitiba no final de 2015 até a data atual.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.