(Foto: Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo)

(Foto: Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo)

Primeiro paranaense confirmado no UFC 198, em Curitiba, Maurício Shogun Rua realizará um sonho ao lutar em casa novamente, no dia 14 de maio.

Com 33 lutas no cartel, o curitibano só se apresentou duas vezes (2002 e 2003) na cidade natal, quando ainda engatinhava na carreira.

Ao todo, ficou exatamente 4min55s no ringue do Meca World Vale Tudo, nocauteou dois adversários (inclusive tirando um deles do ringue aos chutes) e, por fim, afirmou que competir no Japão, na época o ápice para qualquer lutador, seria consequência do que fizesse no Brasil. Dois anos depois, ele se tornaria campeão do GP dos médios do Pride, com vitórias sobre Quinton Rampage Jackson, Rogério Minotouro, Alistair Overeem e, na final, contra Ricardo Arona.

Em sua estreia como profissional, no dia 8 de novembro de 2002, no Meca 7, Shogun tinha apenas 20 anos e pesava 79 kg. Encarou Rafael Capoeira, nove anos mais velho, e venceu com facilidade no primeiro round. Um massacre que terminou com um chute alto na cabeça. Veja o vídeo clicando aqui.

Em 16 de maio de 2003, o irmão mais novo de Murilo Ninja voltou a impressionar. No Meca 8, nocauteou Angelo de Oliveira em 55 segundos. Literalmente aos chutes, tirou o adversário do ringue com ‘tiros de meta’ e comemorou a vitória o treinador Rafael Cordeiro, hoje o melhor do mundo.

“A luta começou movimentada, ele me deu um soco, mas depois reverti a situação”, falou o garoto, rindo. Foi a última vez que ele lutou em Curitiba.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]