i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Madeleine Lacsko

Foto de perfil de Madeleine Lacsko
Ver perfil

Reflexões sobre princípios e cidadania

Médica, Miss Inglaterra devolve a coroa para atender pacientes de coronavírus

Bhasha Mukherjee é especializada justamente no atendimento mais necessário agora, o da unidade respiratória dos hospitais

  • Madeleine LacskoPor Madeleine Lacsko
  • 09/04/2020 12:43
Médica, Miss Inglaterra devolve a coroa para atender pacientes de coronavírus
| Foto:

Fosse novela, a gente acharia a história de Bhasha Mukherjee muito forçada para ser verdade. Agora, a devolução da coroa de Miss Inglaterra traz mais um capítulo emocionante e inspirador. Indiana de nascimento, mudou aos 9 anos para a Inglaterra com a família na condição de refugiada.

A família vivia com um orçamento apertadíssimo, numa casa compartilhada com outras famílias. Bhasha, o irmão, o pai e a mãe dormiam todos em um mesmo quarto. Ela relata que nunca faltou comida, mas era apertado o orçamento para todo o resto. Usavam apenas roupas e sapatos de segunda mão, o que era motivo de chacota na escola frequentada pelos filhos.

Bhasha Mukerjee entrou na prestigiosa faculdade de medicina da Universidade de Nottingham sem jamais pensar em concursos de beleza. Essa parte foi fruto do acaso: precisou de terapia para depressão e uma sugestão foi "brincar de modelo". Virou Miss Inglaterra poucos anos depois.

Formou-se com dois títulos diferentes aos 23 anos de idade e fez seu primeiro plantão, como médica assistente na unidade respiratória do Pilgrim Hospital, em Boston, na Inglaterra, na manhã seguinte à cerimônia em que foi coroada miss. Claro que a coroa virou motivo de piada entre os colegas, mas ela diz que não liga, abaixa a cabeça e faz o trabalho que tem de fazer.

Além da beleza estonteante, Bhasha Mukerjee foi presenteada pela genética com um QI 146, nível de gênio. Fala 5 idiomas. É muito apegada à família, principalmente à mãe e ao irmão mais novo e se dedica à caridade. Confesso que, quando o primeiro nome indiano a virar Miss Inglaterra apareceu com todos esses predicados, suspeitei de um baita golpe de marketing. Agora ela mostra que não era só discurso de miss.

"Eu sou muito privilegiada por ter sido coroada Miss Inglaterra e estou encantada por representar os verdadeiros valores britânicos neste país, como uma sociedade justa, o sistema de assistência social, as bibliotecas públicas, a educação gratuita, o sistema de saúde gratuito que possibilitam que pessoas de origem pobre prosperem. Eu tive muita sorte em vencer as barreiras e é maravilhoso poder retribuir de alguma forma", disse Bhasha Mukerjee quando foi coroada, em agosto do ano passado.

Agora, ela começou a receber mensagens dos colegas de hospital mostrando o que acontecia no dia-a-dia da ala respiratória, onde ela trabalhava. Estava em eventos na Índia. Devolveu a coroa, embarcou de volta para a Inglaterra, está em isolamento de 14 dias e irá para a linha de frente do combate ao coronavírus. Disse à imprensa que está aflita porque gostaria de ir direto ao hospital atender.

Essa história roda o mundo porque é fantástica, é algo de cinema e a protagonista tem qualidades que apreciamos e desejamos para nossos heróis. Resolvi contar para que você pense em quantas pessoas estão fazendo o mesmo ato de generosidade hoje, aqui no Brasil, e merecem reconhecimento e apoio.

Médicos, enfermeiros, pessoal de limpeza de hospitais, agentes de saúde, legistas, cientistas, agentes funerários, coveiros, motoristas de ambulância e tantos outros que estão lidando diretamente com o vírus na nossa guerra para vencê-lo. Cada um deles poderia simplesmente se refugiar com a família para a Páscoa, buscar proteger a própria vida, tentar ganhar notoriedade debatendo tratamentos, enfim, poderiam muito bem olhar apenas o próprio umbigo e teriam esse direito. Fizeram outra opção moral, por razões íntimas de cada um.

Não nos cabe julgar, só agradecer. Só temos chances na guerra contra o inimigo invisível, o coronavírus, graças a pessoas que, em consulta à própria consciência, decidem se arriscar para curar desconhecidos e vencer uma pandemia. É uma decisão silenciosa, trabalho árduo que não deixa tempo para bater bumbo. Que, nesta Semana Santa, nossos pensamentos e orações estejam com essas pessoas e suas famílias.

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 4 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • Z

    Zyss

    ± 0 minutos

    Falar dos médicos que estão salvando vidas com a cloroquina nada né?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcos eisenschlag

      ± 7 minutos

      Madeleine, falando em beldades, voce ja' pediu desculpas a Ana Paula do volei???Como voce bem diz e' Semana Santa e tempo de perdoar e buscar a remissao dos proprios pecados.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      1 Respostas
      • Z

        Zyss

        ± 1 minutos

        Ainda enche o peito pra falar que ela não é jornalista. Na cabecinha de bagre dela, ser jornalista é ter aquele diploma inútil da faculdadezinha Zé ruela.... Levou uma invertida que deu pena.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

    • C

      Carlos Eduardo

      ± 1 horas

      Realmente é uma história impressionante, ela é muito bonita e muito inteligente.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      Fim dos comentários.