Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Chef Dudu Sperandio está abrindo o Ken’Eki, restaurante japonês, ao lado de sua pizzaria.
Chef Dudu Sperandio está abrindo o Ken’Eki, restaurante japonês, ao lado de sua pizzaria.| Foto: Anacreon de Téos

Dudu Sperandio deixou de ser apenas um chef, um ótimo chef, para se tornar um empreendedor.

Cada vez que converso com ele, está tratando de um novo horizonte, uma nova ideia, pondo em prática e transformando em iniciativa palpável, buscando o caminho do sucesso.

Tudo começou com o Ernesto Ristorante (registrei aqui, na ocasião), que acaba de completar dez anos de funcionamento, voltado todo para a gastronomia italiana (Dudu trabalhou por um bom tempo em restaurante de Milão), com um toque especial de trufas, componentes obrigatórios em seu cardápio, com três festivais anuais.

Saindo uma pizza nova casa: Funiculare, do Portão.
Saindo uma pizza nova casa: Funiculare, do Portão. | Foto: Anacreon de Téos

Dali a pouco veio a ideia de uma pizzaria e um imóvel pequeno ali ao lado do restaurante não poderia ser mais convidativo. Fundou a Funiculì (que precisou mudar de nome para Funiculare por questões de direitos de patente), em 2015, chegando com pizzas diferentes e inovadoras, além das clássicas de sempre (leia aqui).

Daí começou a servir pizzas no espaço da cervejaria Bodebrown, também a dar aulas no Centro Europeu e não parou mais. No ano passado, pouco antes do início da pandemia, abriu a Curry Pasta, em sociedade com o chef Rafael Lafraia, propondo uma fusão de cozinhas italiana, oriental e amazônica que deu muito certo. Pena que as restrições do isolamento social impediram o crescimento imediato, o que vem ocorrendo somente agora, inclusive com muito êxito em jantares harmonizados a cada semana.

Dudu Sperandio acaba de abrir também o Lupita, um café no centro de Curitiba.
Dudu Sperandio acaba de abrir também o Lupita, um café no centro de Curitiba. | Foto: Divulgação

Agora tem até japonês

Ainda no ano passado, Dudu Sperandio abriu a Cantinetta, em sociedade com o sommelier Douglas Ferrari, com a proposta de importar vinhos exclusivos, tanto para colocar no mercado quanto para serem degustados no local, um pequeno espaço situado bem no centro da cidade.

E agora, nos dias atuais, as novidades vêm por atacado. São três novas frentes ao mesmo tempo: o Lupita Caffé Cucina, no centro da cidade, mais uma Funiculare (agora num espaço novo, no Portão) e ainda o Ken’Eki, um restaurante japonês.

Sim, podem acreditar, japonês. E tem tudo a ver com a quarentena que estamos vivendo, a começar pelo significado do nome, que é, exatamente, “quarentena”. E, para quem possa imaginar que Sperandio não é especialista na comida japonesa, acertou. Tanto quanto não atua na área da fusão asiática que Lafraia comanda no Curry Pasta.

Dudu Sperandio e Marcos Katsumi, a dupla formada para tocar o Ken'Eni.
Dudu Sperandio e Marcos Katsumi, a dupla formada para tocar o Ken'Eni.| Picasa

Para poder garantir sucesso em seu novo empreendimento, o chef contratou Marcos Katsumi, praticamente um dos pioneiros da cozinha nipônica em Curitiba. Foi ele que, assim que chegou por aqui, comandou, como sócio, em 1996, a abertura do restaurante Takô, até hoje reverenciado como um marco na reapresentação dos sabores e texturas do Japão na cidade. Dez anos depois repetiu a experiência em novo marco, o Kan, onde permaneceu por outros tantos anos gerenciando a casa. Chegou a ter mais um restaurante próprio, o Hoshi, mas aí já não foi tão bem-sucedido.

E então, depois de algumas incursões por outras vias do comércio, Katsumi retorna ao que sabe fazer de melhor, assumindo a direção do Ken’Eki, que já vinha funcionando em soft open e anuncia a abertura oficial para esta quarta-feira (14). Fica exatamente ao lado da Funiculare, pertinho do Ernesto, nas Mercês.

Atrás do balcão trabalha João de Oliveira Ferreira, o Ceará, que já é bem rodado, com experiência em vários japoneses da cidade.

Atum maçaricado com molho de ostra, do Ken'Eki.
Atum maçaricado com molho de ostra, do Ken'Eki.| Foto: Anacreon de Téos

Para se ter uma ideia do cardápio, o Combinado de salmão Bichi (R$ 59) tem sashimis, uramakis, niguiris e joes, quatro de cada. Mas tem sashimis e sushis separados, de salmão, atum e peixe branco (quase sempre tilápia), alguns deles com assinatura da casa (as trufas do Dudu), como o Sashimi de atum, pasta de trufas e sal Maldon (R$ 31 – 4 unidades).

Dentre os quentes, são quatro tipos de Yakisoba (vegetariano, frutos do mar, mignon suíno e filé mignon) e três opções de Donburi (tigela que tem arroz como base e os outros elementos por cima).

Salmão, molho de ostra, alho-poró e salsão.
Salmão, molho de ostra, alho-poró e salsão.| Foto: Anacreon de Téos

Omakase

Como em todo restaurante japonês que se preze, o Ken’Eki aposta muito no menu confiança, omakase para os orientais – palavra que significa “deixo a escolha por sua conta”.

O da casa custa R$ 190 e conta com 15 itens e, é claro, foi exatamente o que provei quando apareci por lá nesses dias de pré-abertura. Entre outros itens, tem Ceviche (claro), Salmão maçaricado com azeite trufado, ovas e raspas de limão siciliano, Salmão ao molho de ostra, alho-poró e salsão, Joe de black salmão trufado, Atum maçaricado, molho de ostra, Atum maçaricado e lardo, Salmão maçaricado e bottarga, Joe de gemas e trufas e os quentes, Robata de legumes, alho-poró, shimeji puxado na manteiga e  outra de Salmão, pimentão e cebola, no shoyu com missô e, ainda, Guiosashi de mignon marinado, limão, gengibre, shimeji, tofu defumado e alga wakame.

Prato quente do omakase: Guiosashi de mignon marinado, limão, gengibre, shimeji, tofu defumado e alga wakame.
Prato quente do omakase: Guiosashi de mignon marinado, limão, gengibre, shimeji, tofu defumado e alga wakame.| Foto: Anacreon de Téos

A carta de vinhos é bem ampla e pode até ser a mesma do Ernesto (uma das mais completas da cidade) e também há boas sugestões de saquês.

Uma experiência interessante, nesses novos caminhos que o jovem chef empreendedor trilha na paisagem gastronômica de Curitiba.

O Ken'Eki funciona de terça a domingo, das 19hàs 23h.

O Ken'Eki tem dois ambientes: um deck e um interior, com balcão à frente do sushiman.
O Ken'Eki tem dois ambientes: um deck e um interior, com balcão à frente do sushiman.| Foto: Anacreon de Téos

Ken’Eki

Rua Myltho Anselmo da Silva 1439 - Mercês

Fone: (41) 99656-1177 (delivery)

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]