Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Renault vai investir R$ 2 bilhões na fábrica de São José dos Pinhais.
Renault vai investir R$ 2 bilhões na fábrica de São José dos Pinhais.| Foto: Rodolfo Bührer / Renault

A semana passada foi marcada por anúncios de três grandes investimentos na indústria automobilística do Paraná. Juntos, os aportes das montadoras Renault, Volvo e Audi em suas respectivas fábricas no estado vão movimentar R$ 2,91 bilhões.

Siga as últimas notícias de negócios no estado pelo Linkedin da Paraná S/A

Com os aportes, as linhas de montagem no Paraná vão voltando aos patamares pré-pandemia. E nos pacotes de investimentos está o desenvolvimento e produção de veículos automotores nas plantas paranaenses. Confira abaixo onde Renault, Volvo e Audi vão aplicar seus investimentos nas fábricas do estado:

Renault

Só o aporte confirmado pela Renault na última quinta-feira (30) representa 68% dos três investimentos na indústria automobilística. A multinacional francesa vai injetar R$ 2 bilhões no Complexo Industrial Ayrton Sena em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

O montante será aplicado na instalação da nova plataforma de produção CMF-B, além da fabricação de um novo modelo SUV e um novo motor 1.0. A plataforma será usada para que a Renault lance nos próximos anos novos produtos de ponta para o mercado brasileiro e latino-americano em geral.

A previsão é de que o novo SUV produzido na nova plataforma já seja incorporado ao portfólio da Renault até o fim de 2023. A plataforma também vai permitir a eletrificação dos carros produzidos no Paraná.

Volvo

A Volvo também vai aprimorar a linha de montagem e desenvolver novos produtos na fábrica de ônibus e caminhões na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). A montadora sueca anunciou também quinta-feira (30) o investimento R$ 881 milhões na planta paranaense.

Com esse montante, a fábrica na CIC leva a maior parte do R$ 1,5 bilhão que a Volvo vai investir no Brasil até 2025.

Na linha de montagem, a Volvo vai atualizar e intensificar a automação no conceito indústria 4.0. Já nos produtos, o Centro de Pesquisas em Curitiba vai trabalhar em projetos de motores elétricos.

A fábrica da Volvo na CIC tem 4,3 mil funcionários. A unidade é responsável por abastecer o mercado latino-americano, além de outros países, com os ônibus e caminhões da multinacional sueca.

Audi

A Audi retomou quarta-feira (29) a produção de carros na fábrica de São José dos Pinhais com investimento de R$ 100 milhões. A planta ficou parada por dois anos pelo contexto econômico do país, principalmente pelo impacto da pandemia de Covid-19.

Os R$ 100 milhões serão para modernização da linha de montagem. Serão instalados novos maquinários, ferramentas e equipamentos de controle de qualidade, além de sistemas de informação e infraestrutura logística. A reabertura já permitiu a criação de 200 empregos diretos.

A Audi começou a produzir no Paraná semana passada a linha Q3, modelo mais vendido no mundo pela marca em 2021, com 260 mil veículos comercializados. Além do Q3 convencional, a fábrica paranaense vai produzir o Q3 Sportbach, com porta-malas maior.

A meta inicial é produzir 4 mil carros por ano em São José dos Pinhais. A produção será em dois turnos com montagem das peças vindas da Hungria via Porto de Paranaguá.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]