i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Paraná S.A

Foto de perfil de Paraná S.A
Ver perfil
Investimento

Japonês SoftBank aporta R$ 450 milhões na MadeiraMadeira

  • PorMariana Ceccon
  • 17/09/2019 14:59
madeiramadeira-aporte-450 milhoes-softbank
O grupo japonês já investiu U$ 5 bilhões em empresas da América Latina, mas essa é a primeira vez que o aporte é feito na paranaense Madeira Madeira.| Foto: divulgação/Madeira Madeira

A MadeiraMadeira, e-commerce paranaense de produtos para casa, recebeu o maior aporte de sua história. O grupo japonês SoftBank investiu cerca de R$ 450 milhões na empresa, que trabalha revendendo móveis, itens de design e construção, no modelo drop shipping (sem manter estoque) e também no estilo marketplace.

A expectativa é que o valor seja investido em tecnologia, serviços financeiros e atendimento ao cliente, principalmente com a recente inauguração da Bulky Log, uma startup criada dentro da MadeiraMadeira, para operar logística de cargas pesadas no Brasil.

Além do SoftBank, participaram da rodada de investimento fundos internacionais como o norte-americano Light Street Capital e o FlyBridge Capital, conhecidos por investirem recentemente em empresas como Uber, Lyft e Rappi.

"Sempre tivemos muita sorte de termos investidores de alto calibre contribuindo com seu capital e expertise nos últimos anos. O SoftBank e a Light Street Capital são adições estelares para o time. Afinal, eles investiram em algumas das empresas mais incríveis do mundo", declarou Marcelo Scandian, co-fundador da MadeiraMadeira.

Na foto, Marcelo e Daniel Scandian e Robson Privado. Foto: divulgação/MadeiraMadeira
Na foto, Marcelo e Daniel Scandian e Robson Privado. Foto: divulgação/MadeiraMadeira| ALISON MACHADO

Sediada em Curitiba, a MadeiraMadeira tem mais de 600 funcionários, dos quais 200 atuam nas áreas de tecnologia e desenvolvimento de produto. A empresa iniciou, recentemente, uma série contratações importantes, como a de Dan Davis, um dos fundadores da Build.com; Santiago Antoranz, ex-diretor administrativo da IKEA e Adeildo Nascimento, ex-diretor de recursos humanos da GVT.

Padrão internacional

O sócio do Flybridge Capital, Jeffrey J. Bussgang, afirmou que o aporte realizado na empresa paranaense a coloca no mesmo caminho de gigantes internacionais do varejo.

"A MadeiraMadeira executou perfeitamente durante seus primeiros anos a estratégia de oferecer aos clientes o que eles mais querem: a maior seleção possível de produtos com os preços mais baixos do mercado. Empresas como Walmart, Amazon e Wayfair tornaram-se marcas globais com essa estratégia e a MadeiraMadeira está no caminho para ter a mesma força na região", pontuou.

Já Jay Kahn, sócio da Light Street Capital, explicou que o fundo enxerga com interesse o comércio eletrônico na América Latina. "Percebemos que a penetração do e-commerce no Brasil está nos seus primeiros passos e estamos ansiosos para alavancar nossa base de conhecimentos, experiência e rede para ajudar a construir a próxima empresa de comércio eletrônico de bilhões de dólares no Brasil ", declarou.

Com um crescimento de 10 vezes o valor de seu faturamento nos últimos cinco anos, a MadeiraMadeira possui mais de 400 mil itens disponíveis para venda. A meta é se tornar, nos próximos meses,  "o destino único de bens e serviços para casa na América Latina", segundo seus executivos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.