Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
José Fernando Ogura/ANPr
José Fernando Ogura/ANPr| Foto: José Fernando Ogura/ANPr

Governador e prefeitos, mas, também, presidentes de tribunais, da Assembleia Legislativa e, até de uma empresa estatal administram orçamentos bilionários na gestão pública paranaense. Grande parte destes recursos, no entanto, é empenhada no pagamento de pessoal e manutenção das estruturas. Elencamos os 15 maiores orçamentos públicos no Paraná e os respectivos gastos com pessoal.

Confira os 15 maiores orçamentos públicos do Paraná

O Orçamento do Estado, projetado em R$ 50,6 bilhões para este ano, é a maior fatia de recursos públicos gerida por um administrador no estado. Descontando os repasses ao Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública, o Poder Executivo fica com um orçamento de R$ 46,2 bilhões, sob a gestão do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD). Se fosse considerada um órgão público à parte, a Secretaria de Estado da Educação viria em segundo lugar, com R$ 9,8 bilhões, mas seus recursos estão dentro do Orçamento do Executivo estadual. Saúde (R$ 5,5 bilhões) e Segurança Pública (R$ 4,5 bilhões) também estariam entre os cinco maiores orçamentos, se analisados separadamente.

Três dos órgãos que recebem repasse do Estado estão na lista dos 15 maiores orçamentos. O Tribunal de Justiça é o 4º, com receitas de R$ 3,02 bilhões, dos quais R$ 2,1 bilhões são transferências do Estado. Deste Orçamento, 65% são utilizados em despesa com pessoal. O Ministério Público do Estado aparece em 12º, com R$ 1,054 bilhão de orçamento, dos quais R$ 846 milhões (80%) são gastos com pessoal. E a Assembleia Legislativa é o 14º maior orçamento, com R$ 720 milhões. Se somados aos R$ 338 milhões repassados ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), considerado órgão auxiliar da Assembleia, as transferências ao Poder Legislativo ultrapassam o R$ 1 bilhão. O TCE, sozinho, tem o 25º maior orçamento do estado.

Há, na lista duas instituições geridas com recursos da União. A Itaipu Binacional, que tem gestão compartilhada entre o governo brasileiro e o paraguaio, é a única empresa na lista. O Orçamento da empresa pública é de R$ 3,7 bilhões, o terceiro maior do estado. Por sua natureza bem diferente dos demais órgãos, seu gasto com pessoal é de apenas 10% deste valor. Em 10º lugar está o Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região, com orçamento de R$ 1,112 bilhão. A Justiça Federal do Paraná também poderia constar na lista, mas o orçamento da instituição é gerido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que administra conjuntamente os recursos da Justiça Federal no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul.

Os outros nove orçamentos da lista são de prefeituras. Algumas não surpreendem, como Curitiba, o segundo maior orçamento (R$ 9 bilhões), e Londrina, o 5º (R$ 2,2 bilhões), mas a posição de Araucária, 9º maior orçamento, 6º entre os municípios, com receitas de R$ 1,347 milhões chama a atenção. A arrecadação de impostos e royalties provenientes da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), da Petrobras faz com que o município da Região Metropolitana de Curitiba tenha receitas maiores que Ponta Grossa e Foz do Iguaçu, por exemplo.

Confira os 15 maiores orçamentos públicos do Paraná

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]