Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
O Chevrolet Onix confirmou o ótimo desempenho nas vendas, abocanhando  o título de ‘o carro mais vendido no Brasil’ pelo segundo ano seguido. | Chevrolet /Divulgação
O Chevrolet Onix confirmou o ótimo desempenho nas vendas, abocanhando o título de ‘o carro mais vendido no Brasil’ pelo segundo ano seguido.| Foto: Chevrolet /Divulgação

Pelo segundo ano consecutivo, o Chevrolet Onix levou o título de o carro mais vendido do Brasil. O hatch nadou de braçadas frente à concorrência, com uma margem superior a 30 mil unidades em relação ao segundo colocado, o Hyundai HB20.

De quebra, o Prisma, sedã do Onix, terminou em quarto na lista e o primeiro entre os três volumes, mostrando que o modelo realmente é o preferido do consumidor brasileiro quando o assunto é carro compacto.

LEIA TAMBÉM: Venda de veículos novos cai 20,19% e atinge o menor volume desde 2006

Desde que desbancou o Fiat Palio em 2015, o Onix não perdeu mais a ponta do ranking. A renovação visual e tecnológica em julho do ano passado deu mais fôlego para abrir vantagem ante o principal rival, o HB20.

Também é um dos carros que menos perdem valor no mercado. Dezembro: 18.432 (recorde mensal em 2016).

Saiba mais

Onix e Prisma ficam mais tecnológicos e eficientes; veja os preços

Confira os carros que menos depreciam no mercado

Outro queridinho do Brasil que é um fenômeno, considerando que a rede de concessionárias da marca sul-coreana é bem menor do que a da Chevrolet.

O Hyundai HB20 sempre esteve entre os cinco primeiros nesta lista desde que foi lançado em 2012. Em setembro de 2015 recebeu um facelift que vitaminou ainda mais as vendas. Dezembro: 12.234.

Saiba mais

Novo Hyundai HB20 adota padrão global e câmbio de seis marchas

Hyundai anuncia recall de HB20, HB20X e HB20S por risco de incêndio

Hyundai HB20 ganha motor 1.0 turbo de 105 cv; veja preços e versões

A mudança de geração em 2014 fez muito bem ao Ford Ka. O hatch retomou as vendas e se manteve entre os líderes no ano passado.

O apelo visual, o generoso conteúdo de série e os bons motores 1.0 3-cilindros e 1.5 fazem dele uma das compras mais acertadas no segmento. Dezembro: 7.421.

Saiba mais

Relembre: Novo Ka é completo com preço de entrada

Se Onix é o carro mais vendido, a sua versão três volumes não deixou por menos e emplacou a liderança entre os sedãs, ocupando o quarto posto na classificação geral.

Sem dúvida, com a reestilização o Prisma ficou até mais atraente de que o próprio irmão dois volumes, com a vantagem ainda de oferecer quase o dobro de capacidade no porta-malas (500 litros contra os 289 l do hatch). Dezembro: 6.811.

Saiba mais

Onix e Prisma ficam mais tecnológicos e eficientes; veja os preços

Prisma zero km ou Cruze 2015, qual sedã é mais vantajoso?

O rei dos sedãs médios em vendas mostra que é possível ‘ser popular’ mesmo custando a partir da R$ 68 mil - as versões que mais vendem passam de R$ 85 mil.

O Toyota Corolla confirmou o bom desempenho de vários meses em 2016 mantendo-se no ‘top 5’. Mesmo diante da forte concorrência, que atualizou o segmento com visuais mais esportivos e motores turbo - que o diga Honda Civic e Chevrolet Cruze . Dezembro: 6.015.

Saiba mais

Toyota Corolla com motor BMW? Nova geração do sedã pode ter sotaque alemão

O novo sedã da Toyota, entre Etios e Corolla, que brigará com Honda City

Novo Toyota Corolla faz estreia oficial e melhora o visual para atrair o público jovem

Responsável por acabar com a hegemonia de 27 anos do VW Gol no mercado nacional, o Fiat Palio só curtiu a liderança do ranking por um ano (em 2014) até ser desbancado pelo Onix.

A versão de entrada com motor 1.0 Fire ainda é um sucesso entre os frotistas, o que explica a posição no ranking geral. Na venda direta, ele foi o terceiro em dezembro e apenas o 17.º no varejo (onde já se aposentou).

Sairá de cena definitivamente com a chegada de um novo hatch, por enquanto chamado de projeto X6H. Dezembro: 6.272.

Saiba mais

Obituário: carros que deram adeus em 2016

Fiat confirma novos hatch e sedã que vão aposentar quatro modelos; saiba quais

Luiz Costa

O mais espaçoso hatch compacto é o principal produto da Renault no Brasil. Feito em São José dos Pinhais ele ganhou uma nova geração em 2014, mais agradável aos olhos que o antecessor.

Recentemente o Sandero (e o Logan) também estreou novos motores, o 1.0 3-cilindros e o 1.6 de até 118 cv. Pode subir um pouco de patamar em tecnologia e acabamento com a chegada do subcompacto Kwid, substituto do Clio. Dezembro: 6.351.

Saiba mais

Renault lança novos motores 1.0 e 1.6 mais fortes e com tecnologia da F-1

Sandero e Logan ganham a nova assinatura em led da Renault

Confira os carros menos seguros do país

A Fiat emplacou duas picapes entre os 20 mais vendidos. A primeira é a Strada, que há tempos é dona absoluta do topo na categoria de comerciais leves.

Reestilizações, incremento de conteúdo e um público fiel dão a ela um desempenho similar ao que acontece com o Onix em ‘carros de passeio’, com larga margem sobre o segundo colocado - no caso um duelo caseiro com o Fiat Toro, com cerca de 20 mil unidades à frente. Dezembro: 4.975.

Saiba mais

Saiba quais são os carros mais roubados no Paraná e o custo para fazer o seguro

A atualização no início de 2016 rejuvenesceu o veterano hatch, que estava com as vendas em queda livre nos últimos anos - até perdeu o posto de o ‘carro mais vendido do Brasil’ no fim de 2014 após 27 anos de liderança consecutiva.

A adoção do motor 1.0 3-cilindros e o salto no acabamento interno e conectividade fizeram os olhos do consumidor cresceram novamente para o Gol.

Porém, o desempenho de emplacamentos anual foi prejudicado pela paralisação da produção por alguns meses devido a um litígio da Volkswagen com um dos fornecedores. Dezembro: 7.329.

Saiba mais

Volkswagen Gol ganha motor 3 cilindros e ‘cara’ de Golf

Novo Gol dará origem a crossover compacto inédito da Volkswagen

Volkswagen Gol fica mais conectado na linha 2017; vídeo mostra o que muda

O HR-V é o resumo do que foi 2016 para o segmento de SUVs/ crossovers compactos. Ficou à margem da crise do setor, registrando bons números de venda. Tanto o modelo da Honda quando o Jeep Renegade apareceram com frequência no top 10 mensal.

A dupla passou a ser uns dos carros mais vistos nas ruas, principalmente pelo design marcante de cada um. Mas o HR-V levou a melhor na preferência do público, virando o produto mais importante da marca no país, superando com sobras o Civic. Dezembro: 4.325.

Saiba mais

Festejado Toyota C-HR mostra potencial para peitar Honda HR-V e Jeep Renegade

Honda HR-V fica mais equipado e ultrapassa a barreira dos R$ 100 mil

É o mais utilitário dos modelos compactos. O visual e a presença do motor a 2.0 a diesel, com 170 cv e 35,7 kgfm de torque, fazem dele uma opção para quem busca se aventurar fora de estrada.

O Renegade travou uma disputa acirrada com o HR-V, inclusive superando o rival em algumas vendas mensais. Desde novembro passado conta com um motor 1.8 flex mais forte (139 cv e 19,3 kgfm) e menos beberrão, que melhorou a imagem da versão bicombustível nestes quesitos. Dezembro: 3.999.

Saiba mais

Jeep Renegade 1.8 Flex fica mais forte, menos beberrão e tem novos preços

Confira o ranking dos carros e versões que mais oferecem itens de segurança

Assim como o Prisma, o HB20S surfa na onda do hatch. Porém, a diferença para o líder do segmento também é proporcional - são 20 mil unidades de diferença.

O sedãzinho segue a fórmula do HB20, com bom conteúdo de série e as atualizações bem vindas dos motores 1.0 e 1.6, além do câmbio de automático de seis marchas, que deixaram o modelo mais econômico no consumo. Dezembro: 4.666.

Saiba mais

Hyundai anuncia recall de HB20, HB20X e HB20S por risco de incêndio

Novo Hyundai HB20 adota padrão global e câmbio de seis marchas

O hatch ‘premium’ sofreu do mesmo mal do Gol em 2016: a paralisação de dois meses da Volkswagen no Brasil fez o carro sumir das lojas. Mesmo assim, o Fox conseguiu se manter no top 15.

Produzido na fábrica de São José dos Pinhais, o modelo vai para 17 anos de mercado nacional. Coube a ele introduzir as tecnologias de conectividade que modernizaram os modelos mais acessíveis da montadora. Dezembro: 3.893.

Apesar de não ser o pioneiro no segmento de picape intermediária (e sim a Renault Duster Oroch), foi o Fiat Toro quem abalou o universo das caçambas. Em dezembro foi o campeão de emplacamentos, batendo até a ‘irmã menor’ Strada.

O design arrojado, com destaque para conjunto de iluminação em três níveis, fez do veículo uma referência no setor. É a opção para quem mora na cidade e sonha em ser picapeiro, mas o tamanho G das médias, e o preço elevado, acaba inibindo a compra.

Ganhou o motor flex 2.4 TigerShark, de 180 cv, com a missão de agradar quem achava os 139 cv do 1.8 flex fracos. Dezembro: 5.288.

Saiba mais

Fiat lança aToro para mexer com o segmento de picapes

Fiat Toro flex ganha a força que faltava com o novo motor 2.4 Tigershark

Fiat prepara versão SUV da picape Toro para o lugar da Freemont

A Volkswagen estimava vender mais do up! quando lançou o subcompacto em 2014. Mesmo assim os números não são tão tímidos, mantendo uma média de 3 mil unidades/ mês.

A chegada do motor 1.0 TSI turbinou literalmente a procura pelo carro e hoje esta versão responde por quase metade do mix negociado.

É uma boa saída para quem busca um veículo fácil de dirigir e de manobrar, sem contar que está entre os menores consumos do mercado. Dezembro: 3.390.

Saiba mais

VW up! TSI traz motor de gente grande

Confira o ranking dos carros e versões que mais oferecem itens de segurança

Até os 25 mais

Modelo

Unidades

16º Toyota Etios 37.974
17º Fiat Uno 34.626
18º Toyota Hilux 34.031
19º Fiat Siena 33.479
20º Toyota Etios Sedan 29.791
21º Fiat Mobi 28.731
22º Honda Fit 28.439
23º Ford EcoSport 28.105
24º Chevrolet S10 26.558
25º Volkswagen Voyage 26.074
Fonte: Fenabrave
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]