Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
O Veri Peri, da Pantone, um mix entre o azul e o vermelho, é a cor escolhida para representar o momento de transição pós-isolamento causado pela pandemia da Covid-19.
O Veri Peri, da Pantone, um mix entre o azul e o vermelho, é a cor escolhida para representar o momento de transição pós-isolamento causado pela pandemia da Covid-19.| Foto: Bigstock
  • Por Rudegon
  • 28/12/2021 09:36

Fim de ano é a época em que são definidas as principais tendências em decoração que influenciarão o que será usado e produzido ao longo dos próximos 12 meses. A escolha do que estará em alta não é simples; é preciso levar em consideração o momento político, social e econômico, assim como eventos que afetam diretamente a vida e a forma de consumo das pessoas.

Há 23 anos, a Pantone LLC, empresa norte-americana conhecida em todo o mundo por seu sistema de cores, escolhe a cor do ano. Essa escolha influencia diretamente na forma como os produtos serão produzidos durante a temporada em várias áreas, como o design e a moda. Pela primeira vez na história da marca, foi criada uma tonalidade nova para ser a cor do ano. O PANTONE 17-3938 Very Peri, “um mix entre a lealdade e a constância dos azuis e a energia e o entusiasmo dos vermelhos”, segundo explica o site da Pantone, foi idealizado para representar o momento de transição pós-isolamento, causado pela pandemia da Covid-19.

Atenta ao que é tendência em decoração e ao que influencia diretamente na ideia do morar bem e no conforto para ambientes corporativos em todo o mundo, a Rudegon - a loja do marceneiro, oferece o que há de mais atual em padrões para móveis sob medida e revestimentos. Revendedora das seis principais marcas de MDF do mercado, conta com uma ampla variedade de padrões para revestimento de qualquer tipo de ambiente; de residências e escritórios a restaurantes e setor hoteleiro.

Maior revendedora de produtos para a construção e acabamento de móveis sob medida e ambientes, conta com três lojas, em Curitiba e Região Metropolitana. E reúne, em um espaço de mais de 300 metros quadrados, um showroom com 15 ambientes planejados em que o cliente pode conferir, na prática, como os padrões e mobiliários podem ser aplicados em seus projetos de decoração. Especialistas estão à disposição do consumidor para orientá-lo sobre as possibilidades infinitas disponíveis no menu da Rudegon.

Para saber o que vai ditar os rumos do design e da arquitetura em 2022, ouvimos duas especialistas no assunto: Andrea Colin Corrêa, da Berneck, e Geruza Kaseker, da Guararapes, indústrias de painéis de MDF.

O Japandi, evolução do minimalismo, aposta em linhas retas e secas para dar um tom atemporal e trazer conforto, mesmo em espaços pequenos.
O Japandi, evolução do minimalismo, aposta em linhas retas e secas para dar um tom atemporal e trazer conforto, mesmo em espaços pequenos.| Crédito: Bigstock

Andrea Colin Corrêa

Na visão da supervisora de produtos do setor de marketing da Berneck, em 2022 a ideia do brutalismo estará em evidência. É possível perceber isso em tecidos, acabamentos e também em painéis que evidenciem a relação da arquitetura com os materiais em sua forma mais natural, bruta. “Quando falamos de tecidos, é a ideia do tecido batido ou muitas vezes desgastado. Essa é a ideia do brutalismo”.

A profissional também aponta os produtos artesanais como tendência para o próximo ano, mesmo que já estejam sendo requisitados há algum tempo. “Tecidos naturais, tricô, crochê, são presentes justamente para fazer um contraponto com a questão da super tecnologia que vivemos hoje". Andrea comenta que é comum assistentes virtuais usarem a madeira e tramas para relembrar um lado mais humano e de referência de design.

No quesito cores, a profissional aposta nos tons de bege e na cor do ano da Pantone. “O violeta nada mais é que uma mistura de cores. Ele é um azul com vermelho, que remete a espiritualidade. É uma cor muito voltada a manifestações espirituais.”

Andrea ainda aposta em raízes orientais para o ano de 2022. O Japandi é uma evolução do minimalismo que aposta em linhas retas e secas, que conversam em um design atemporal para dar conforto, até mesmo em espaços pequenos.

Geruza Kaseker

A arquiteta da Guararapes Painéis de MDF considera que a busca por ambientes que promovam bem-estar e aconchego continuará muito forte em 2022. “Os revestimentos que possuem desenhos, cores e texturas naturais, como madeiras brasileiras, tecidos, palhas e pedras, estarão muito em alta”.

A memória afetiva é outra aposta da arquiteta. Esse sentimento bom que nos remete a um passado feliz será resgatado por meio de objetos e revestimentos. Ao serem inseridos na decoração, por exemplo, podem deixar um ambiente com mais personalidade.

Sobre cores, Geruza tem os tons terrosos e também tons pastéis como candidatos a favoritos do ano. “[essas cores] serão bastante utilizadas, pois promovem uma sensação de conforto e tranquilidade”.

A arquiteta defende ainda que o mobiliário híbrido ganhará espaço, ou seja, um mesmo móvel deverá atender diversas necessidades do ambiente. Isso vem ao encontro da necessidade de espaços multifuncionais e integrados.