Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Unimed Curitiba faz campanha contra o cancêr de pele
Unimed Curitiba faz campanha contra o cancêr de pele| Foto: Divulgação
  • Por Unimed Curitiba
  • 04/02/2020 19:39

Sol, calor, praia e piscina representam a estação mais esperada pelos brasileiros. Mas para aproveitar o verão plenamente, são necessários alguns cuidados redobrados com a pele, especialmente para prevenir doenças como o câncer. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), 30% dos casos de câncer no Brasil são de pele, o que representa aproximadamente 180 mil novos casos por ano.

Entre os sintomas da doença estão o aparecimento e crescimento de manchas na pele, que também podem gerar coceira e sangramento, além de pintas com formato irregular. José Roberto Toshio Shibue, médico cooperado da Unimed Curitiba especialista em dermatologia, explica que a doença se desenvolve a partir do crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. “A própria Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) alerta que a radiação ultravioleta é a principal responsável pelo desenvolvimento de tumores cutâneos e a maioria dos casos está associada à exposição excessiva ao sol ou ao uso de câmaras de bronzeamento”, reforça.

Diferente de outros cânceres, que precisam de exames mais complexos para serem identificados, o de pele pode ser percebido por meio das alterações na pele. E, quando descoberto no início, as chances de cura são de mais de 90%. Os três tipos de câncer de pele mais comuns são o carcinoma basocelular, carcinoma de células escamosas e o melanoma. Apesar do grande número de casos, o câncer de pele não melanoma tem baixa taxa de mortalidade e pode ser curado se detectado precocemente. Por isso, é necessário procurar imediatamente um dermatologista caso perceba pintas ou sinais suspeitos.

E como nem toda mancha é facilmente identificada, o especialista alerta que a melhor forma de prevenção ainda é o uso do filtro solar, mesmo em ambientes fechados. E ao notar qualquer sinal diferente na pele, procurar imediatamente um especialista para a avaliação.

Caso Roberto Leal

No ano passado, o cantor “português brasileiro” Roberto Leal morreu aos 67 anos em razão de um câncer no fígado que evoluiu de um melanoma maligno. O melanoma é considerado o tipo mais grave de câncer de pele, em razão da alta possibilidade de provocar metástase, como ocorreu com o cantor.  Este tipo de câncer pode se originar em qualquer lugar do corpo, inclusive no olho, como foi o caso do cantor, e se espalhar por outros órgãos do corpo.

Dicas de prevenção

Diante dos dados alarmantes e para ajudar na prevenção do câncer de pele, o especialista listou algumas dicas que podem ser aplicadas nesta época e em qualquer outra do ano.

  • Controlar a exposição solar, usando sempre o protetor solar corretamente.
  • Evitar os horários em que os raios ultravioletas são mais incidentes, entre 10h e 15h.
  • Evitar o sol em excesso.
  • Evitar câmaras de bronzeamento artificial.
  • Usar protetor solar com Fator de Proteção Solar (FPS) no mínimo 30. Aplicar o protetor solar cerca de 30 minutos antes de se expor ao sol e reaplicar a cada duas ou três horas – inclusive os que são “à prova d’água”.
  • Além do protetor solar, usar bonés, chapéus, roupas compridas, óculos escuros e procurar sempre lugares com sombra.
  • Lembrar que o comportamento em relação à exposição solar também influencia, bem como a característica genética também são fatores que podem estar relacionados ao desenvolvimento de câncer de pele.
  • Pessoas que apresentam antecedentes de queimaduras solares, histórico familiar de câncer de pele ou pele clara tem maior probabilidade de desenvolver um câncer de pele.

Inteligência artificial

Uma pesquisa desenvolvida por cientistas brasileiros aponta que a inteligência artificial pode auxiliar os especialistas no diagnóstico do câncer de pele. O resultado é preliminar e faz parte de estudos de um grupo de cientistas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) que tem utilizado técnicas avançadas de machine learning (aprendizado de máquina) para treinar computadores a fazer o diagnóstico de melanoma, tipo mais agressivo de câncer de pele.

O projeto foi um dos premiados na 7ª edição do Latin America Research Awards (Lara), bolsa dada pelo Google a projetos acadêmicos da América Latina que propõem soluções tecnológicas para problemas do cotidiano.  Contudo, cabe destacar que é importante que a inteligência artificial e outras técnicas sejam usadas como auxiliares. Dessa forma, a tomada de decisão e diagnóstico seguem preservadas e sob responsabilidade do médico especialista.

Campanha

Para conscientizar a população e prevenir o câncer de pele, a Unimed Curitiba criou uma campanha inspirada na mistura de animais que deu origem a uma nova espécie que invadiu a cidade. Quem já viu uma vaconça, zebrafante e um rinocemata? As inusitadas criaturas não são nada normais, assim como ter manchas, pintas, sardas e sinais na pele também não é.

Os animais, representados por meio de esculturas gigantes, estarão expostos no Parcão, área externa que fica atrás do MON. A visitação é gratuita e aberta ao público que, além de tirar fotos com as criações do artista Will Batista, entenderá de uma forma lúdica sobre os sinais que podem aparecer na pele e representar risco de câncer.

A inspiração surgiu a partir da análise das pintinhas – aparentemente comuns -  de alguns animais. “As pessoas nem sempre conseguem compreender que se alguma mancha começar a se destacar das outras pelo formato, tamanho ou cor, ela precisa ser avaliada. Para impactar a população e focar na prevenção, pensamos em algo bem diferente, partindo do mote de que #TodaManchaMereceAtenção”, explica Valéria Lopes, supervisora de Marketing da Unimed Curitiba.

A campanha foi criada pela Bronx e a exposição segue até o dia 10 de fevereiro. Além do MON, os animais também devem circular por outros locais de Curitiba e Região Metropolitana.

Sobre a Unimed Curitiba

A Unimed Curitiba é a maior operadora de plano de saúde do Paraná e está entre as maiores do Sistema Unimed Brasil. Fundada em 1971, conta com mais de 4.500 médicos cooperados de diferentes especialidades e um laboratório próprio de exames e análises clínicas, a Unimed Laboratório, que possui uma Megaunidade e mais 19 unidades de atendimento distribuídas em Curitiba e municípios da Região Metropolitana. Além disso, dispõe de uma rede credenciada com mais de 380 prestadores, entre hospitais, clínicas e outros laboratórios, que atendem a mais de 530 mil clientes. A marca Unimed é Top of Mind 26 vezes ininterruptas, pelo Prêmio World Branding Awards que anualmente reconhece as principais marcas do mundo. A Unimed do Brasil também a única marca brasileira eleita na categoria Planos de Saúde pelo National Award. Saiba mais em unimedcuritiba.com.br ou acesse as redes da cooperativa no Facebook, Instagram e LinkedIn.