Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A confeitaria Império do Brigadeiro monta, em média, 20 kits de bordas de brownies por dia.
A confeitaria Império do Brigadeiro monta, em média, 20 kits de bordas de brownies por dia.| Foto: Reprodução / Instagram

O que você faria com bordas de brownies que sobram da produção de uma confeitaria? Todos os dias, a Império do Brigadeiro, no Sítio Cercado, em Curitiba, separa as bordas não utilizadas da produção de brownies e monta pacotes para doação com mensagens de incentivo. Os “presentinhos”, como nomina a proprietária Camila Esteves Domingues, de 25 anos, são doados para qualquer pessoa que passe pela loja e peça. A maioria das solicitações, porém, é feita por pessoas carentes.

RECEBA notícias de Curitiba e região em seu WhatsApp

Por questão de estética, a confeitaria não utiliza as bordas dos brownies assados em formas. Com isso, há uma sobra equivalente a 20 pacotes por dia. “Eu gosto de pensar que são presentes. Esses pacotes, com essas mensagens, fazem a diferença no dia das pessoas”, conta Camila.

Segundo ela, a empresa sempre doou as sobras dos doces para quem precisasse. No entanto, a ideia de colocar dentro de um saco plástico com mensagens de incentivo e laços de cetim foi da equipe. “São pessoas que moram pela região que vem pedir doação. Uma vez, um senhor queria pagar R$ 1,50 num brigadeiro para a filha dele. Como nosso produto custa mais que isso, nós doamos o brigadeiro a ele e demos as bordas de brownies”, relembra Camila.

As mensagens

As frases surgem nas reuniões semanais feitas pela proprietária ou tiradas da internet mesmo. “Eu sempre incentivo minha equipe com mensagens positivas e acho que isso também inspirou eles, que deram a ideia para fazermos isso”, diz Camila. Há uma funcionária responsável por anotar as ideias e imprimi-las. “Ela as imprime em papel sulfite, recorta, cola nos pacote e monta os kits, finalizando com o laço de cetim”, explica a proprietária.

O detalhe, para a dona, faz toda a diferença no dia das pessoas que recebem a doação. “Eu vejo que as pessoas ficam emocionadas, as vezes elas podem estar precisando de alguma palavra de incentivo”, enfatiza Camila.

A confeitaria 

Camila é casada e tem dois filhos. Com as dificuldades financeiras que cercavam a família, em 2014, ela começou a produção de doces da Império do Brigadeiro em casa mesmo. No início, o retorno era pequeno e nos três primeiros meses o lucro foi de R$ 400.

Com o tempo, o negócio começou a ficar conhecido e a produção da confeiteira aumentou. Então, em fevereiro de 2018, a primeira loja física abriu as portas. Hoje, Camila conta com 15 funcionários e a Império do Brigadeiro tem uma vitrine com 12 opções de doces, mais o cardápio com outras opções.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]