Rafael Greca e a secretária Maria Sílvia Bacila anunciam protocolo sanitário para volta às aulas.
Rafael Greca e a secretária Maria Sílvia Bacila anunciam protocolo sanitário para volta às aulas.| Foto: Ricardo Marajó/SMCS

As aulas presenciais na rede municipal de ensino de Curitiba já têm data para voltar: 18 de fevereiro de 2021. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (18) pelo prefeito Rafael Greca (DEM) e pela secretária municipal de Educação, Maria Sílvia Bacila, que também divulgaram o protocolo sanitário para retorno às atividades. De acordo com eles, a volta às aulas acontecerá no modelo híbrido, com uma parte dos alunos nas escolas e outra em casa, acompanhando videoaulas.

Receba as principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

Segundo a prefeitura de Curitiba, a escolha do modelo caberá às famílias das 140 mil crianças e estudantes da rede municipal de ensino. Quem optar pelas aulas presenciais levará o filho para a unidade, caso contrário, o estudante terá acesso ao mesmo conteúdo, conforme seu ano escolar, por meio das videoaulas da TV Escola, implantadas em abril, após suspensão das aulas devido à pandemia do coronavírus.

Para a retomada das aulas, a Secretaria Municipal de Educação elaborou um Protocolo de Retorno das Atividades Presenciais, baseado em estudos e planejamento de um comitê composto por 28 membros de diversos segmentos. Entre as medidas a serem adotadas estão o uso obrigatório de máscaras, distanciamento entre as carteiras de 1,5 metro, horários alternados de intervalo, uso de álcool em gel, tapetes sanitizantes, interdição de bebedouros coletivos e aferição de temperatura. De acordo com a Secretaria, os equipamentos – como tapetes sanitizantes, totens de álcool em gel e face shields – já foram adquiridos e distribuídos às unidades.

Na rede estadual de ensino, o reinício das aulas também está marcado para 18 de fevereiro, conforme anunciou na última terça-feira (15) o governador Ratinho Junior (PSD). Assim como em Curitiba, será adotado o modelo híbrido, com parte dos alunos nas escolas e outra parte acompanhando as aulas pela internet.

Medidas previstas no protocolo sanitário de volta às aulas

  • Uso obrigatório de máscara para profissionais e estudantes
  • Totens e frascos de álcool em gel disponíveis
  • Horários de entrada, saída, refeições e intervalos escalonados para evitar aglomerações
  • Interdição de bebedouros coletivos
  • Distanciamento social de 1,5 metro
  • Desinfecção de mobiliário e materiais em geral com álcool 70%
2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]