Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Gerson Klaina/Tribuna do Paraná
| Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

Uma tentativa de assalto a um comboio de carros-fortes acabou em tiroteio, mortes e no bloqueio total da BR-376 por quase seis horas na região próxima à Colônia Witmarsun, no trecho que liga Curitiba a Ponta Grossa, na manhã desta terça-feira (06). Três pessoas morreram: um dos suspeitos e dois civis. Outras quatro ficaram feridas.

Veja fotos e vídeos da ação

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o grupo criminoso tentou interceptar cinco carros-fortes que seguiam de Ponta Grossa em direção à capital do estado por volta das 9h na altura do quilômetro 535 da estrada, próximo à ponte do Rio Tibagi. Eles teriam usado vários artefatos para bloquear do comboio, como miguelitos — estruturas com pregos usados para furas pneus e dificultar o avanço —, e forçado um caminhão a bloquear a rodovia.

Leia também: Ladrões de caixas eletrônicos e carros-fortes adotam arsenal de guerra no PR

No entanto, o assalto acabou frustrado pela ação dos policiais e dos funcionários da empresa de transporte de valores. Houve troca de tiros, dois criminosos foram atingidos e capturados e um morreu. Outros integrantes do grupo – não se sabe quantos – escaparam e se esconderam na vegetação próxima à rodovia. Equipes da PRF fizeram busca na região com apoio de um helicóptero.

Mortos e feridos

Durante o tiroteio, alguns motoristas que trafegavam pela região também acabaram atingidos e dois morreram, entre eles um vereador da cidade de Barra do Jacaré, na região Norte do estado. Um caminhoneiro também foi morto. O terceiro óbito foi de um suspeito que trocou tiros com a PM.

Leia também: Goleiro foge de tiroteio e acaba roubado em mega tentativa de assalto na BR-376

Outro vereador da cidade e um segundo caminhoneiro também foram baleados e socorridos em estado grave. Mais duas pessoas tiveram ferimentos leves. Os feridos foram atendidos no local por viaturas de resgate da concessionária e do Corpo de Bombeiros e levados para hospitais de Ponta Grossa e Campo Largo.

Por causa de toda a ação, a BR-376 ficou totalmente bloqueada por quase seis horas e gerou filas que chegaram a 15 km em ambos os sentidos. Por volta das 14h40, a pista foi liberada no sentido Curitiba. Já no sentido Ponta Grossa, a liberação total da pista aconteceu perto das 18h.

Mais informações em breve.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]