A presidente Dilma Rousseff elogiou nesta segunda-feira (9), no Twitter, o acordo estabelecido na OMC (Organização Mundial do Comércio) neste fim de semana.

Segundo ela, os resultados da conferência realizada em Bali são amplamente positivos para o Brasil, pois " facilitam o acesso de nossos produtos a mercados em todo o mundo, ao simplificar e desburocratizar procedimentos aduaneiros". No sábado, 159 países que participaram do evento fecharam o primeiro acordo global em quase 20 anos, e o primeiro depois da criação da OMC em 2001. O pacote de Bali contém dez textos, divididos em três grandes temas: desburocratização do comércio, agricultura e promoção do desenvolvimento dos países pobres.

As discussões foram coordenadas por Roberto Azêvedo, diretor geral do órgão. Há três meses e meio no cargo, o brasileiro deu outro ritmo ao órgão, o que garantiu as negociações. Apenas 10% do previsto na Rodada Doha foi negociado, no entanto.

Temas caros ao Brasil, como os subsídios agrícolas, não avançaram na conferência. Mesmo assim, a presidente afirmou que Bali determinou a retomada da negociação de temas da Rodada Doha, que envolvem assuntos do interesse brasileiro, como a agricultura. "As saídas dos impasses globais estão em acordos multilaterais, onde todos tem voz, e não na imposição dos mais fortes sobre os mais fracos", disse a presidente.

No sábado, o Itamaraty já havia comemorado os resultados da conferência.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]