Adversários tentaram, mas não conseguiram segurar meia Renatinho | Pedro Serápio / Gazeta do Povo
Adversários tentaram, mas não conseguiram segurar meia Renatinho| Foto: Pedro Serápio / Gazeta do Povo

FICHA TÉCNICA: Confira os detalhes e lances de Coritiba x Holanda

Pedro Ken é destaque

Um dos destaques da vitória Coxa nesta quarta-feira foi o meia Pedro Ken. A cada jogo melhor condicionado e com mais confiança (ficou fora dos gramados por quase 10 meses se recuperando de uma cirurgia), o jogador fez uma boa partida e reencontrou o gol (marcou o segundo do Coxa).

Analisando o resultado, Pedro Ken ressalta a dedicação do time todo e exalta a vitória. "Hoje a equipe não teve a mesma atuação, no sentido da pegada, do que outros jogos, mas o importante é a vitoria. Temos que ressaltar isso. Todos participaram da partida e trabalharam as jogadas. Os gols saíram".

O jogador também reclamou da falta de interesse do time em alguns momentos. "Perdemos chances e em certos momentos relaxamos. Sem menosprezar o adversário, mas é normal no futebol quando você tem um placar e encara um adversário tecnicamente mais fraco. O importante é que vencemos. Não tivemos perigo nenhum. Todos de parabéns".

  • Torcida comemorou classificação do Coxa para a próxima fase. Público pagante foi de 9.269 (total: 11.848).
  • Hugo abriu o placar para o Coritiba e ganha confiança com o técnico Ivo Wortmann
  • Jogo foi tranquilo para o Coritiba, que teve a boa participação de todos os jogadores, inclusive Carlinhos Paraíba
  • Fiel torcida do Holanda marcou presença nas arquibancadas do Couto Pereira, mas testemunhou a derrota e eliminação da equipe na Copa do Brasil

O Coritiba venceu o Holanda (AM) por 3 a 0 nesta quarta-feira (4), no Couto Pereira, e se classificou para a próxima fase da Copa do Brasil. Ao natural, o alviverde aproveitou as chances criadas durante o jogo todo e nem precisou usar a vantagem adquirida no jogo de ida (venceu por 2 a 1) para conseguir avançar no torneio nacional. Apesar de ficar com um pé atrás pela ousadia dos visitantes nos primeiros minutos, o Coxa soube administrar o resultado até o final, sem maiores complicações. Com gols de Hugo, Pedro Ken e Renatinho, o alviverde vai enfrentar o vencedor do confronto entre Bahia e Potiguar, na segunda fase da Copa do Brasil (empataram o primeiro jogo em 2 a 2). O jogo de ida, contra qualquer um desses times, será fora de casa para o Coritiba e ainda não tem data definida.

Pelo Campeonato Paranaense, o time curitibano volta a campo no domingo, a partir das 15h45, contra o J.Malucelli, no Eco-Estádio Janguitto Malucelli, em Curitiba. Eliminado na Copa do Brasil, o Holanda estreia no Campeonato Amazonense contra o Manicoré, na próxima semana.

Destaque Coxa na partida, Renatinho (acertou uma bola na trave e marcou o 3º) comemorou. "Graças a Deus o time foi bem e conseguiu um bom placar. Essa torcida merece muito. O importante é que o gol esta saindo. O time esta se empenhando e mostrando que tem potencial", afirmou.

Holanda surpreende, mas cansa

Na primeira metade do primeiro tempo, o Holanda sobrou em campo. Apresentando um futebol ousado e ofensivo, com Antônio e Marcelo Cabeção enfiados na frente e Acácio apoiando (com Zezé adiantado), o time manauara se mostrou disposto a dificultar a vida do Coritiba e, porque não, surpreender. Assustado diante da voluntariedade do adversário, o Coxa se conteve e esperou o momento certo para encaixar o seu jogo.

Quando resolveu sair para o jogo, o alviverde se desorganizou. Ora atacava com muitos jogadores e desguarnecia a zaga, ora se recuava e aceitava o jogo do adversário.

"Nossa equipe é assim. Oscila muito. O professor manda uma coisa e confundimos as coisas. Todo mundo desce e não fica ninguém lá atrás. O torcedor pega no pé com razão. Respeitamos o Holanda, mas temos uma orientação tática que deve ser cumprida", reclamou o volante e capitão Douglas Silva, antecipando as palavras do próprio técnico Ivo Wortmann nos vestiários.

Coxa entra no jogo

Por volta dos 20 minutos o Coritiba conseguiu se encontrar e passou a ter as principais ações ofensivas da partida. Aos poucos foi se aproximando do gol e aos 26 as redes do Holanda balançaram. Depois de uma bela jogada pela direita com Marcos Aurélio, o cruzamento do camisa 20 alviverde encontrou Hugo, que fez o giro e bateu para as redes, abrindo o placar para o Coritiba.

Dono do jogo a partir dali, o alviverde diminuiu o ritmo acreditando na vantagem obtida. Mesmo assim, aos 44 minutos, os anfitriões ampliaram a vantagem. Na boa jogada pela direita, Vicente vai ao fundo e cruza para a área. A bola bate e rebate na confusão e Pedro Ken esbarra na bola para marcar o segundo gol Coxa.

"Pegou na minha cara, mas é gol e está valendo. Se aumentarmos a pegada e aproveitarmos as oportunidades, podemos fazer mais gols, com respeito ao Holanda, é claro", disse Pedro Ken.

Segundo tempo em ritmo mais lento

Para os 45 minutos finais, o técnico Ivo Wortmann tirou o lateral Márcio Gabriel e colocou Rodrigo Reffner, que há semanas estava em tratamento no departamento médico. Pelo Holanda duas mudanças: Jessé e Sidnei nos lugares de Pezão e Thiago Melo.

Já sem o mesmo fôlego da primeira etapa, o Holanda não conseguia pressionar o Coritiba com constância. O alviverde, bem mais tranquilo, administrava o resultado, sem demonstrar muita ousadia para ampliar. "A equipe está sabendo administrar o resultado. Tivemos a tranqüilidade para trabalhar a bola e marcar os gols. Vamos tentar fazer mais", comentou o lateral Vicente.

Renatinho, em bela jogada aos 16 minutos da segunda etapa, deu razão ao companheiro de equipe e ampliou. Em rápido contra-ataque, Marcos Aurélio serviu à Renatinho, que driblou o marcador com habilidade e chutou, da entrada da área, para as redes adversárias.

Antes do término da partida, Renatinho ainda acertou uma bola na trave para confirmar sua atuação destacada na partida. 3 a 0 no placar, alívio nas arquibancadas e sensação de dever cumprido nos vestiários do Coritiba.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]