Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

mercado

Carrasco do Atlético, Geraldo deixa o Coritiba

Atacante angolano, que marcou decisivos contra o Furacão em decisões, rescindiu contrato com o Coxa

  • gazeta do povo
Revelado no Alto da Glória, Geraldo ficou conhecido pelos gols decisivos do Coritiba contra o Atlético |
Revelado no Alto da Glória, Geraldo ficou conhecido pelos gols decisivos do Coritiba contra o Atlético
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O atacante Geraldo não joga mais pelo Coritiba. O angolano já assinou a rescisão do contrato que era válido até 30 de junho de 2015 e agora aguarda apenas o seu agente, Nadim Andraus, que está viajando de férias, também assinar a rescisão para romper de vez o vínculo com o Coxa. O destino do jogador deve ser o futebol europeu - ele recebeu propostas da Grécia e da Turquia.

O jogador confirmou que está de saída do Alto da Glória ao comentar a pergunta de um torcedor em sua conta no Instagram. O contrato do atacante iria até o meio desse ano.

O motivo que levou Geraldo a sair do Coritiba é o fato de o jogador não ter mais clima no clube. O angolano não via sendo utilizado pelo técnico Marquinhos Santos nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro do ano passado.

O motivo seria uma desavença entre o jogador e o técnico. Quando Geraldo foi convocado pela seleção de Angola em 2014, Marquinhos teria pedido para o jogador não viajar à África e seguir com o grupo treinando. Entretanto, o atacante não cumpriu o pedido do técnico, se apresentando à equipe nacional de seu país.

Geraldo nunca foi titular absoluto do Coritiba. Mas ficou famoso com a alcunha de "carrasco do Atlético", por marcar gols decisivos em quatro clássicos, sendo três em finais do Paranaense. Em 2010, o africano deixou o banco para marcar o segundo gol alviverde na vitória por 2 a 0 no clássico, que garantiu o Paranaense daquele ano. Era o primeiro gol dele pelo Coxa.

Em 2013, Geraldo marcou nas duas partidas finais com o Atlético, também garantindo o título. Garantiu o gol de empate no 2 a 2 no primeiro jogo e fez o terceiro na vitória por 3 a 1 na finalíssima.

Também em 2013, em julho, ao marcar mais um gol no Furacão, dessa vez no Brasileiro, que então garantiu a liderança do Coxa na tabela, o angolano definiu sua passagem pelo Couto Pereira. "Se fosse só Atletiba, eu seria artilheiro do Brasileiro".

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE