|
| Foto:

Bom dia!

 

Na quarta-feira (6), colocamos no ar o "Monitor da Doutrinação", ferramenta para receber casos de doutrinação ideológica nas escolas. Ontem à noite tiramos a ferramenta do ar. Entenda por quê

*** 

Lúcio Vaz segue garimpando privilégios no pagamento de aposentadoria no serviço público. No Senado há casos que combinam pouco tempo de contribuição (dois anos) com altos benefícios (acima de R$ 40 mil por mês)

 

Se combater privilégios como este não basta para você concordar com a reforma da Previdência, Ricardo Amorim traz mais dois ótimos argumentos: juro baixo e inflação baixa

 

A dúvida é se argumentos tão concretos, capazes de indicar o ganho para o futuro do país, serão capazes de convencer os deputados a votar pela reforma. O primeiro esforço do governo será fazê-los estar em Brasília na semana que antecede o Natal, informa Flávia Pierry. 

 

Você está pensando em balcão de negócios? O General Mourão não apenas pensou, como falou que o governo Temer tinha virado um - Evandro Éboli registrou o discurso, na quinta-feira. No sábado o general foi exonerado do cargo de secretário de Economia e Finanças do Exército

Chuchu contra a pimenta 

O estilo (very) low profile de Geraldo Alckmin rendeu ao governador de São Paulo o maldoso apelido de "picolé de chuchu". Pois em um tempo em que o debate político está repleto de pimenta (nos olhos dos outros), o PSDB viu no pouco sal do político uma vantagem. Alckmin foi eleito presidente do partido e o as vantagens do pouco 'tempero" serão exploradas na corrida ao Palácio do Planalto

 

Aécio Neves é definitivamente carta fora do baralho no alto escalão tucano. O senador chegou ovacionado à convenção do partido, foi vaiado dentro do auditório e saiu após cerca de 40 minutos. 

 

Perdeu o discurso de FHC. O ex-presidente disse que o povo está enojado dos políticos e é preciso reagir. 

O fim do tostão furado 

Carlos Coelho explica o projeto do deputado Reginaldo Lopes (PT-MG) para acabar com a circulação de dinheiro de papel. A substituição das cédulas por transações eletrônicas parece um caminho inevitável, embora não tão simples. No Brasil, por exemplo, falta estrutura para sustentar um sistema 100% digital. 

Quadro crítico 

Felippe Anibal e João Frey revelam nova frente de atuação da Quadro Negro. A operação agora investiga irregularidades na construção de duas escolas municipais e outra estadual de Ponta Grossa. É a primeira prefeitura envolvida. 

Autoritarismo recorrente 

Na semana passada, o MST sitiou a cidade de Pinhão, no interior do Paraná, em represália à reintegração de posse de terrenos invadidos. No editorial da Gazeta do Povo criticamos mais esta demonstração de grupos impondo sua vontade em detrimento aos direitos dos demais

Estamos diante de um abuso do direito à manifestação, e o apoio que esse tipo de ação recebe de políticos, entidades da sociedade civil e formadores de opinião mostra que o apreço pelas vias democráticas de resolução de conflitos continua em queda livre. 

Jerusalém 

Em outro editorial, analisamos a decisão de Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital israelense. Um movimento que não serve nem à paz na região, nem ao multilateralismo, nem sequer a Israel. 

O atropelo de Trump também não é capaz de afastar as suspeitas legítimas de que sua decisão se baseia menos no genuíno interesse nacional dos Estados Unidos e mais nas pressões internas de seu eleitorado religioso, que enxerga a questão apenas como uma disputa civilizacional com o Islã, e de seus apoiadores pró-Israel. 

 

A decisão de Trump em relação a Jerusalém também pautou o podcast Ideias, com Alexandre Borges, Rodrigo Constantino e Madeleine Lacsko. 

O limite do Estado? 

O Estado pode obrigar alguém a realizar um tratamento médico? Mariana Balan explica essa complexa questão, motivada pelo caso de um jovem goiano que se recusa a seguir tratando uma doença renal crônica; a mãe recorreu à Justiça para interditá-lo e seguir com o atendimento. 

Seu corpo? Sua regras? 

Caio Coppolla estreia na Gazeta do Povo com uma questão polêmica: mitos sobre a discussão do aborto no Brasil, como a aplicação equivocada do mote feminista "meu corpo, minhas regras"

Admirável mundo novo 

Rodrigo Ghedin foi ao Havaí acompanhar o lançamento dos novos processadores para celular da Qualcomm e selecionou, de lambuja, os melhores smartphones que não existem no Brasil

 

A GM é mais uma gigante do setor automotivo a entrar no ramo dos carros elétricos. A montadora planeja vender o seu primeiro modelo no Brasil em 2018. 

 

Durval Ramos foi conferir cinco novidades dos biarticulados em teste em Curitiba. Tem desde cor retrô do lado de fora a mais espaço de circulação nas portas 2 e 4. 

 

No campo, a tecnologia está gerando novos empregos. Giorgio Dal Molin traz um exemplo. O uso de drones tirou a função de trabalhadores que pulverizaram defensivos nas plantações; mas criou a necessidade de técnicos especializados em leitura de dados

Contagem regressiva 

A duas semanas do Natal, o Viver Bem oferece um checklist para que não falta nada na sua ceia. E o Bom Gourmet traz uma seleção de receitas de peru, o titular da mesa no dia 24. 

Fica a dica 

Se você conhece alguém que faz aniversário em dezembro, nem pense em dar um presente só valendo também pelo Natal.

Um deles você pode tirar dessa lista de cinco presentes descolados.

Se você realmente for apostar no presente único, talvez consiga limpar a barra passeando por uma destas sete árvores de Natal iluminadas de Curitiba - e tome foto. 

Você pode substituir por... 

Se os passeios natalinos não fazem sua cabeça, tem cinco lugares novos para conhecer em Curitiba

Sob nova direção 

Samir Namur é o novo presidente do Coritiba. O advogado de 34 anos foi eleito no sábado para um mandato de três anos. Estes são os seus sete maiores desafios

 

No Paraná, Wagner Lopes é o técnico escolhido para o ano do retorno à Série A do Brasileirão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]