i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Estratégia

Paranaguá defende ivermectina após redução de 50% nas hospitalizações; TCE questiona gastos

  • 19/08/2020 17:40
  • Atualizado em 21/08/2020 às 10:34
Distribuição de ivermectina no Ginásio Albertina Salmon, em Paranaguá
Distribuição de ivermectina no Ginásio Albertina Salmon, em Paranaguá| Foto: Divulgação/Prefeitura de Paranaguá

Único município do estado a adotar a distribuição de ivermectina para toda a população como estratégia de prevenção à Covid-19, o município de Paranaguá, no litoral paranaense, registra, um mês depois do início da distribuição do medicamento, crescimento nos números semelhantes à da média do estado. No período de distribuição do medicamento, até agora, o número de casos e de mortes mais do que dobrou na cidade, no mesmo ritmo do crescimento estadual. No entanto, segundo a prefeitura, o remédio pode ter sido decisivo para inibir a replicação do vírus e diminuir em até 50% os casos de agravamento da doença e internações.

As principais notícias do Paraná no seu whatsapp

A ivermectina é um vermífugo, já distribuído no Sistema Único de Saúde para o tratamento de piolho e sarna. Em laboratório, o vermífugo conseguiu conter a atividade viral do coronavírus, mas sua eficácia não foi comprovada nas pesquisas clínicas (testes em humanos). Apesar de não haver evidência científica de sua eficiência, grupos de médicos no Brasil e no mundo têm feito uso do medicamento nas primeiras fases da doença e se baseiam em estudos empíricos para pleitear sua adoção em protocolos de saúde pública. Paranaguá adotou o protocolo e vem distribuindo o medicamento a toda a população, após adquirir 352 mil caixas da droga, num investimento de cerca de R$ 3 milhões. A compra é alvo de procedimento do Tribunal de Contas do Estado.

Em 17 de julho, quando iniciou a distribuição em massa da droga, Paranaguá tinha 1.403 casos confirmados de Covid-19 e 30 mortes pela doença. No boletim epidemiológico da última terça-feira (18), o município tinha 2.896 casos e 66 mortes. O número de casos cresceu 106% no período, enquanto o de mortes, 130%.

A curva de crescimento da Covid-19 em Paranaguá é praticamente idêntica ao do restante do estado, que não adotou o controverso protocolo de tratamento preventivo. No Paraná, em 17 de julho, eram 50.761 casos e 1.273 mortes pela doença. Na última terça-feira, o estado chegou a 107.016 casos e 2.751 mortes – um crescimento de 110% no número de casos e de 116% nos óbitos.

Prefeitura diz ter resultados positivos para o uso da ivermectina

A Prefeitura Municipal de Paranaguá informou que, até a tarde desta quarta-feira, foram distribuídos 877.370 comprimidos de ivermectina, a 57.628 pessoas (a população da cidade é de cerca de 155 mi habitantes). Quem busca um dos espaços de distribuição passa por um cadastro, triagem com a equipe de profissionais de saúde, pelo médico que prescreverá o medicamento e depois, receberá a ivermectina de acordo com o prescrito. Atualmente, a dispensação está ocorrendo para pessoas com idade acima dos cinco anos e peso superior a 15 quilos.

Citando ainda não haver data para encerramento da distribuição, a prefeitura diz ter uma avaliação positiva dos primeiros 30 dias. “Levantamento de dados apresenta que houve queda na busca por atendimentos nos pontos de referência em atendimento a casos suspeitos e confirmados da Covid-19. No Hospital de Campanha, unidade de Saúde Rodrigo Gomes, na Ilha dos Valadares e na Unidade de Saúde na Serraria do Rocha, ocorreu diminuição em média de 50% no número de atendimentos e encaminhamento de pacientes aos hospitais. Conforme informações do Hospital Regional do Litoral e Hospital Paranaguá também houve redução no número de internamentos por Covid-19”, diz a prefeitura, em respostas por e-mail encaminhada à reportagem.

A prefeitura de Paranaguá argumenta que os dados do boletim epidemiológico não são adequados para mensurar o sucesso ou o fracasso do uso do medicamento ivermectina na profilaxia a Covid-19. “O casos de contaminação viral realmente aumentaram , porque estamos ainda com carga viral suficiente para transmissão viral e não foram infectadas tantas pessoas que permita a ‘imunização de manada’, quando o percentual de recuperados e portanto com imunidade ao vírus é suficiente para que a transmissão da doença não se faça presente de forma impactante na comunidade”, alega.

A prefeitura reforça que o uso da ivermectina não propõe o combate ao vírus, mas sim a inibição de receptores do núcleo celular do hospedeiro, que são usados pelo SarsCov 2 para ingressar no núcleo celular. “Tendo esse ingresso negado o vírus não consegue fazer a replicação viral, impedindo em determinadas circunstancias que exista o agravamento do quadro da doença”. A prefeitura sustenta, assim, que o correto é comparar nas datas adequadas se houve redução da internação de casos relacionados à doença. “Sob esse aspecto, no mesmo período houve redução de 50% (em média) das internações no hospital público regional, no hospital privado e no hospital de campanha gerenciado pelo município”.

Quanto à quantidade de óbitos, a prefeitura alega que, de todos os óbitos registrados no período somente um paciente recebeu ivermectina.

TCE abre processo que pode responsabilizar prefeito e secretária de saúde por gasto sem justificativa

O Tribunal se Contas do Estado (TCE) abriu procedimento de Tomadas de Contas Extraordinária contra o prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque, e a secretária municipal de Saúde, Lígia Cordeiro, pela realização de despesa sem motivação legítima, com dispensa de licitação, na compra das caixas de ivermectina. Nesta quarta-feira (19), o conselheiro Ivan Bonilha foi sorteado como relator do processo.

Assim que noticiada a aquisição dos medicamentos pela prefeitura, o Tribunal de Contas abriu procedimento para acompanhar a situação. O tribunal encaminhou Apontamento Preliminar de Acompanhamento ao município, recomendando que fosse interrompida a distribuição da ivermectina à população para evitar a abertura de processo. A prefeitura respondeu ao comunicado com suas alegações para manter a distribuição. A resposta foi considerada insuficiente pelo tribunal que, diante da continuação do fornecimento do remédio, decidiu abrir o processo. “Dessa forma, apurados indícios de dano ao Erário, a insuficiência do esclarecimento prestado, a não correção da ilegalidade identificada, e tendo em vista a urgência na atuação efetiva desta Corte para sua atenuação, propõe-se a instauração de Tomada de Contas Extraordinária”, sustentam os auditores.

Atualização

A matéria foi atualizada às 11h do dia 20 de agosto, após contato da Prefeitura de Paranaguá com novas observações acerca dos números de casos e óbitos constantes no boletim epidemiológico e sua relação com o tratamento preventivo ofertado pelo município.

Atualizado em 21/08/2020 às 10:34
19 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 19 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • W

    WILSON

    ± 4 minutos

    A explicação da Prefeitura é completamente lógica e a redução de 50% nas internações é muito importante e vai se refletir em redução do número de mortes logo à frente ! E a afirmação "Quanto à quantidade de óbitos, a prefeitura alega que, de todos os óbitos registrados no período SÓMENTE UM PACIENTE recebeu ivermectina" DIZ MUITA COISA sobre o cuidado em tirar conclusões incompletas ou incompetentes com os dados disponíveis...E MAIS UMA COISA IMPORTANTE : SÓ CERCA DE UM TERÇO DA POPULAÇÃO RECEBEU A IVERMECTINA !!! QUANDO CHEGAR A 50 OU 60 % AS COISAS DEVERÃO MUDAR SIGNIFICATIVAMENTE... "

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • X

    Xicote

    ± 13 dias

    Se cura o Covid..nao sei..mascque o parnaguara nao tera mais caganeira...é certo !!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    NELSON UMEDA

    ± 13 dias

    Quem disse que não está funcionando? Não é a cura para o Virus, é evitar a replicação viral. É um tratamento preventivo para diminuir a carga viral. Se o Mandetta tivesse iniciado o tratamento preventivo lá no inicio, não teríamos esta quantidade de mortes divulgadas na imprensa. Mesmo Curitiba, não aplica o protocolo do tratamento preventivo, só depois que o virus já vez o estrago, iniciam o TRATAMENTO.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    rdi

    ± 13 dias

    Quem diria que não ia funcionar né? Fora o mundo todo...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Denis Sebascon

    ± 13 dias

    Está muito politizada essa questão dos medicamentos para covid. E quem tentar diminuir o número de mortos com HCQ, ivermectina vai responder. Engraçado que quem coloca um caminhão de dinheiro em vacina chinesa e em vacina russa que nem passou por todos os testes fica de boa né?!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Denis Sebascon

    ± 13 dias

    Tribunal de Contas existe só para encher o **** (e custam muito). Vejam quem são os conselheiros do TCE. São todos políticos. Ex-deputados, irmão de governador, etc... Sua atuação é política. E suas decisões não valem para nada se não forem acatadas pelo MP ou Câmara de Vereadores.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    CESAR CAVALLI SABBAGA

    ± 13 dias

    Péssima conduta. A imensa maioria das pessoas que tomam ivermectina distribuída gratuitamente acreditam que ela impede a contaminação pelo vírus e deixam de adotar as medidas necessárias para diminuir o risco de contaminação, Dar remédio de graça, para população desinformada é populismo político.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    salcutrim

    ± 13 dias

    Se ajuda a salvar, entao deixa o povo tomar. Claro que napo vai salvar todos, mas se funcionar em 10%, ja serve. Eu tomaria ivermectina, cloroquina, ate criolina se ajudasse a matar ovirus. nao existe tratamento pra cancer, mas ninguem reclama quando tem que tomar quimio, que causa efeitos colaterias terriveis. Ja chega de transformar essa pandemia em politicagem. Nao existe remedio, mas ha os que podem fucnionar, entao deixa salvar quem puder. Ja chega. Quem esta num aviao caindo, vai usar um paraquedas furado pra tentar se salvar.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz

    ± 13 dias

    Como assim "gastos sem justificativa" ?? Tem que processar é esta turma de alienados do TCE, vivem em um mundo paralelo

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Afonso Celso Frega Beraldi

    ± 13 dias

    Mas a pergunta que se coloca eh quantas vidas podem ter sido poupadas pelo uso do remédio.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    André

    ± 13 dias

    Ainda é uma doença sem cura. Ainda não existe um protocolo oficial para tratamento. Então caramba... por que não deixar a prefeitura fazer o teste com a população? Se ninguém vai comprometer a saúde tomando o remédio, isso vai servir como um baita teste empírico, que, como dito, é embasado em resultados preliminares. Não é mero achismo. Me espanta ver como existem pessoas que acham que é melhor não fazer nada a pensar com a própria cabeça e tentar fazer algo diferente do que todo mundo. Se todos se comportassem assim ainda estaríamos vivendo nas cavernas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • I

      IvoHM

      ± 13 dias

      André: você não entendeu. Foi o "Bozo" quem indicou, então não presta!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • A

      André

      ± 13 dias

      Avlis Sotnas: como você mesmo disse: por enquanto. Um teste é um teste, a gente só vai descobrir se vai funcionar se ele continuar. Se ficar comprovado daqui há dois ou três meses que não fez diferença nenhuma, agente pode derrubar a hipótese de que esse medicamento funciona. Mas para isso é preciso que o teste continue. E na verdade era necessário que fosse realizado em outras cidades para descartar hipóteses como influência genética. Isso é o básico na pesquisa científica. Pena que tem gente que não entende nada disso.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • A

      Avlis Sotnas

      ± 13 dias

      por enquanto o teste empirico esta fracassando. seria nera coincidência dobrar o numero de mortes no mesmo período de distribuição do medicamento?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Neto

    ± 13 dias

    Não sei porque alguns se incomodam tanto com o que os outros tomam. Não suportam a autonomia médico-paciente, tudo tem de vir do Estado. No mundo real, fora das redações, os médicos tomam e indicam a seus pacientes.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcelo

    ± 13 dias

    Não acredito na incapacidade deste reporter, um aventureiro. Alguém avisa ele que o medicamento não previne a Covid por favor!!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Antônio Carlos

    ± 14 dias

    Para o Covid não teve nenhum impacto, mas a população não tem mais vermes.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WILSON

    ± 14 dias

    O que a prefeitura informa, redução da ordem de 50% no número de atendimentos e encaminhamento de pacientes aos hospitais , que é fundamental para redução de número de mortes ,praticamente não foi comentado pelo articulista ! Claro ,é inconveniente para a tese do artigo , todo negativo , padrão "do contra". O pior cego é o que não quer ver.... Mas o tempo dirá quem está com a razão...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • A

      Avlis Sotnas

      ± 13 dias

      50% menos atendimentos e 106% mais mortes. tá dando super certo.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.