i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Chuvas

25 cidades têm situação de emergência reconhecida pelo governo do Paraná

  • PorDa Redação
  • 25/01/2016 17:41
Estragos em Rolândia: a chuva deixou a cidade em situação de emergência e calamidade pública. | Arnaldo Alves/ANPr
Estragos em Rolândia: a chuva deixou a cidade em situação de emergência e calamidade pública.| Foto: Arnaldo Alves/ANPr

Vinte e cinco cidades afetadas pelas chuvas do início deste ano tiveram a situação de emergência homologada pelo governo do Paraná nesta segunda-feira (25). O anúncio foi feito por meio do Diário Oficial e facilitará a captação de recursos nessas cidades para reconstrução dos estragos.

Os municípios são: Reserva, Sabáudia, Jataizinho, Rio Bom, Rolândia, Tamarana, Siqueira Campos, São José da Boa Vista, Presidente Castelo Branco, Wenceslau Brás, Califórnia, Santana do Itararé, Arapongas, Nova Esperança, Pinhalão, Londrina, Ibaiti, Apucarana, Mandaguaçu, Jaguariaiva, Caloré, Cambé, Figueira, Ibiporã e Salto do Itararé. As cidades de Rolândia e Tamarana decretaram também estado de calamidade pública. Até o momento, o governo federal reconheceu o estado de emergência em apenas quatro cidades paranaenses: Rolândia e Tamarana, Rio Bom e Presidente Castelo Branco.

Veja mais notícias sobre as chuvas no Paraná

Com a situação de emergência reconhecida, os 25 municípios podem contratar, em alguns casos, serviço sem licitação e trabalhadores temporários por um período determinado, além de ter acesso a recursos do estado para reparar danos causados pelas enxurradas.

Estragos

Segundo o último balanço da Defesa Civil, mais de 210 mil pessoas foram afetadas pela chuva. Em 64 cidades, um total de 11.824 casas foram danificadas e 112 foram completamente destruídas. Ainda segundo a Defesa Civil, no período de 8 a 13 de janeiro, seis pessoas ficaram feridas e uma segue desaparecida. Ao todo, 1.717 pessoas ainda estão desabrigadas em todo o Paraná.

Os prejuízos causados pelas chuvas já chegam a R$ 100 milhões, segundo o governador Beto Richa (PSDB). Richa esteve em Londrina, no Norte do Paraná, e em Maringá, no Noroeste do estado, para acompanhar mais de perto a situação dos municípios afetados. O prejuízo inclui também estradas danificadas pelas enxurradas. Pelo menos sete dos trechos de rodovias danificados pelas chuvas ainda não têm prazo para ser liberados.

O governo do Paraná, por meio de nota publicada no site, informou que uma ponte está sendo transportada para substituir a que caiu sobre o rio Taquara, em Londrina. Moradores dos distritos de Parquerê e Guairacá estão ilhados pela queda da ligação que foi arrastada pela água.

O governador também anunciou a criação de um fundo estadual para reparar danos causados por desastres ambientais, mas não deu detalhes de como irá funcionar.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.