i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
norte do estado

Após 25 dias de campanha, 1.ª cidade do PR atinge meta de vacinados contra a dengue

Em todo o estado, até a tarde desta terça-feira (6) ainda não chegava a 30% o total de vacinados conforme meta estabelecida

  • PorDa Redação
  • 07/09/2016 15:14
 | Antônio More/Gazeta do Povo
| Foto: Antônio More/Gazeta do Povo

A campanha de vacinação contra a dengue conseguiu atingir a primeira meta parcial – 25 dias depois de ter começado no Paraná. Na última segunda-feira (5), o município de Munhoz de Mello, na Região Norte, foi o primeiro a atingir mais de 80% do público-alvo da campanha, com 692 pessoas imunizadas (84,7%). Ao todo, 132.246 pessoas em todo o estado já haviam sido vacinadas até as 16 horas desta terça-feira (6), quantidade que representa 26,45% do total.

Primeiro do Brasil a oferecer um programa público de imunização contra a dengue, o governo do Paraná comprou 500 mil doses, ao custo total de R$ 50 milhões. As vacinas estão disponíveis no serviço público, gratuitamente, apenas em 30 municípios do estado - os mais afetados pela epidemia da dengue.

A procura tem sido baixa, tanto que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) decidiu prorrogar o prazo final da campanha, que deveria ter acabado no último sábado (3). Agora, a intenção é alcançar a meta da campanha até o dia 24 de setembro.

Estratégia

Para bater a meta da campanha em Munhoz de Mello, foi estendido o horário de atendimento da unidade de saúde; equipes volantes realizaram a vacinação em escolas, empresas e academias; e, em reuniões semanais, foi feito um mapeamento da população que ainda não tinha sido imunizada.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, o trabalho vai continuar para que todos sejam imunizados em Munhoz de Melo.

Movimento antivacina cresce e EUA libera pediatras de atender não imunizados

Leia a matéria completa

Campanha

Além de ser uma vacinação específica para as cidades onde a epidemia é mais grave, o imunizante também é restrito à faixa etária determinada – de 15 a 27 anos em 28 cidades, e de 9 a 44 anos apenas em Paranaguá e Assaí, que registraram mais de 8 mil casos da doença para cada grupo de 100 mil moradores.

Para ser vacinado nesses locais, é necessário preencher um cadastro – que pode ser feito pela internet ou no posto de vacinação mediante apresentação de documento de identidade e comprovante de endereço. Além da dificuldade para atrair as pessoas para os postos de saúde, o sistema público ainda precisará convencer as pessoas a voltarem aos postos de saúde, em fevereiro e agosto do ano que vem, para aplicação de duas outras doses.

Os municípios contemplados pela campanha são: Paranaguá; Foz do Iguaçu; Santa Terezinha de Itaipu; São Miguel do Iguaçu; Boa Vista da Aparecida; Tapira; Santa Izabel do Ivaí; Cruzeiro do Sul; Santa Fé; Munhoz de Melo; Marialva; Paiçandu; São Jorge do Ivaí; Maringá; Mandaguari; Sarandi; Iguaraçu; Assaí; Ibiporã; Jataizinho; Porecatu; Bela Vista do Paraíso; Cambé; Londrina; Sertanópolis; Leópolis; São Sebastião da Amoreia; Itambaracá; Cambará; e Maripá.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.