Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
 | Marcelo Elias/ Gazeta do Povo
| Foto: Marcelo Elias/ Gazeta do Povo

O Museu Sítio Minguinho (foto), localizado em Palmeira, a 45 km de Ponta Grossa, vai representar o Paraná na 27ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, realizada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O projeto, idealizado pelo historiador Arnoldo Monteiro Bach, foi selecionado pelo escritório estadual do Iphan na categoria I, que premia o espaço que preserva o patrimônio cultural. O resultado será divulgado na próxima terça-feira. O prêmio é uma homenagem ao primeiro presidente do Iphan e foi criado em 1987 em reconhecimento a ações de proteção, preservação e divulgação do patrimônio cultural brasileiro.

Túnel do tempo

O Museu proporciona ao visitante um mergulho na história do Paraná. O espaço possui vários ambientes, como os que trazem referências da Colônia Cecília, primeira experiência anarquista no estado, e espaços que guardam a memória da imigração dos Alemães do Volga, que viveram no Paraná na década de 30. As visitas devem ser agendadas com mínimo de 10 pessoas, ao preço de R$ 15 por pessoa. Informações pelo site www.arnoldomonteirobach.com.br.

CEI passa dificuldades

O Centro de Educação Infantil (CEI) Tia Lúcia, localizado no bairro Xaxim, teve o número de atendimentos reduzido à metade depois que a prefeitura deixou de renovar, neste ano, o convênio com a instituição, que existe em Curitiba há 17 anos. A diretora do CEI, Luciana Lima de Carvalho, diz que atualmente são 60 crianças, mas até o ano passado eram 120 – o município repassava valor referente a 80 alunos. "Nossos alunos são filhos de diaristas, de empregadas domésticas. Em dezembro de 2013 a prefeitura cortou os repasses e estamos sobrevivendo com a ajuda de doações", afirma. Segundo ela, a parceria foi rompida porque o CEI não apresentou documento exigido pela Vigilância Sanitária. "Já encaminhamos o documento três vezes, mas a Vigilância nos devolve exigindo alterações."

Resposta

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, o convênio não foi renovado porque o CEI deixou de enviar uma série de documentos, como certidões negativas de débito e apresentação de três orçamentos para utilização da verba recebida pelo convênio, o que é exigência legal do Tribunal de Contas do Paraná. "A instituição também não apresentou a Resolução de Autorização de Funcionamento como Instituição de Educação Infantil, documento fundamental para a efetivação do convênio. A emissão da autorização é feita pela Secretaria Municipal da Educação mediante a apresentação de documentos, entre os quais a liberação da Vigilância Sanitária."

Bandeira bandida

Reprodução

Muito antes de a Seleção Brasileira ser desmontada pela Alemanha na última terça-feira, ainda durante a onda de patriotismo verde e amarelo, um morador customizou de forma irônica uma bandeira do Brasil ­(foto). A bandeira está exposta na Rua Dr. Muricy, no Centro de Curitiba. Após a adaptação feita pelo morador, o país se tornou um bandido de colarinho branco.

Acumulou

A Mega-Sena acumulou no sorteio desta quarta-feira e o prêmio está estimado em R$ 25 milhões para o concurso de amanhã, segundo estimativa divulgada pela Caixa Econômica Federal.

Colaborou: Diego Antonelli

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]