Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 |
| Foto:

Pai de uma criança de 2 anos com paralisia cerebral e problemas de deglutição, o taxista curitibano Maycon Amaral de Souza, de 37 anos, diz que tem tido dificuldades para conseguir, na unidade básica de saúde, o leite especial usado como única fonte de alimentação pelo filho. Ao todo, vão 20 latas por mês. Como cada uma custa R$ 50, a família teria de desembolsar R$ 1 mil mensalmente, algo impensável para a renda deles, de R$ 1,5 mil. "Na unidade básica me disseram que a Secretaria Municipal de Saúde não fez a compra. E que neste mês forneceriam só seis latas", diz. Souza conta que a nutricionista da criança chegou a recolher latas em outras unidades. Mas não foi suficiente.

Resposta

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), até o ano passado a criança recebia 18 latas por mês, mas o volume diminuiu para dez latas com a introdução de uma dieta oral. A secretaria afirma que o pai da criança encaminhou a reclamação à ouvidoria, mas que a denúncia não procede. Além disso, a SMS recebeu um pedido de aumento do fornecimento para 20 latas por mês, medida que ainda está sendo analisada.

Tréplica

Informado sobre a resposta da SMS, Souza disse que ficou sabendo das informações pela coluna. "Em junho houve uma tentativa para ver se o meu filho conseguia se alimentar por via oral, mas não teve resultado. Então a nutricionista enviou pedido para que eles encaminhassem o leite", conta. Vamos aguardar para ver se a situação é finalmente resolvida...

Torneio de Bolão

Neste fim de semana (sábado e domingo), Curitiba vai sediar uma competição de bolão, o I Torneio Braço de Ferro. O evento é uma promoção conjunta do Departamento de Bolão do Paraná Clube e da Federação Paranaense de Bolão e será realizado nas canchas daquele clube, na Avenida Presidente Kennedy, 2.377. O torneio compreende as categorias feminina e masculina, na modalidade individual, com cada competidor tendo de arremessar 40 bolas. As disputas do sábado começam às 9 horas e terminam às 22 horas, enquanto no dia 28 vão das 10 às 18 horas. As inscrições custam R$ 30. Mais informações: (41) 9637-5330 ou (41) 3095-1366, com Ana.

Ai, que fome!

Os nomes variam de shawarma e kebab a churrasquinho grego ou turco. O tradicional sanduíche árabe virou febre na Europa há alguns anos. Originalmente é servido com pão sírio e recheado com carne bovina, de frango ou carneiro. Confira onde experimentar em Curitiba:

Missal Shawarma

Localizado na Rua Nilo Cairo, 300, no Centro, oferece três sabores: carne, frango e o misto, que une os dois sabores. Custa a partir de R$ 7,50

O Baba Salim

Fica na Rua Amintas de Barros, 45, também no Centro. Serve o prato com carne bovina fatiada e tempero especial. O sanduíche sai por R$ 12,90

24 quadros por segundo

"A vida é cheia de mudanças. Às vezes elas são dolorosas, outras vezes são lindas e, na maioria das vezes, ambas as coisas."

As aspas saíram da série de televisão Smallville.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]