Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Os corpos do sem-terra Valmir Mota de Oliveira, e do segurança da empresa NF, Fábio Ferreira de Souza, foram exumados na manhã deste sábado (3). Os dois foram mortos durante confronto na reocupação da fazenda experimental da multinacional Syngenta Seeds, em Santa Tereza do Oeste. O pedido foi feito pelo Ministério Público e aceito pela Justiça.

Um médico de Curitiba, indicado pela Secretaria de Segurança, foi até a região para refazer o laudo. No cemitério de Santa Tereza do Oeste retiraram o corpo de Souza e em Cascavel o de Oliveira. O trabalho foi acompanhado pela polícia e, antes do meio dia, os corpos foram trazidos ao Instituto Médico Legal de Cascavel, no Oeste do estado.

O Ministério considerou as informações dos exames feitos no dia das mortes insuficientes. Nos exames anteriores faltaram fotos e ainda há dúvidas sobre os ângulos exatos dos tiros e o porquê de alguns ferimentos encontrados no corpo do segurança.

Segundo reportagem do Paraná TV deste sábado, há indícios de que o vigilante tenha sido arrastado. Ainda não se sabe se foi morto dentro ou fora da fazenda. O sangue encontrado no portão de entrada da multinacional será comparado com o do segurança. O corpo estava às margens da rodovia.

Ainda nesta tarde, os corpos devem ser levados de volta aos cemitérios. O resultado do laudo deve sair em um mês.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]