i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
São José dos Pinhais

Dupla função dos motoristas causa polêmica em São José dos Pinhais

Prefeitura fará nesta quarta (27) uma reunião com as empresas, que negam demissão em massa denunciada por sindicato

  • PorNaiady Piva, especial para a Gazeta do Povo
  • 26/08/2014 16:45

Curitiba

Em Curitiba, uma lei que proíbe a dupla função foi aprovada em julho deste ano (2014) na Câmara Municipal. Para resolver a situação, a Urbs determinou que os micro-ônibus da capital não aceitem dinheiro, apenas cartã-transporte. A medida está em vigor desde 1.º de agosto, mas ainda causa confusão.

O acúmulo de funções de motoristas do transporte público de São José dos Pinhais, que passaram a realizar o trabalho de cobrar a tarifa em algumas linhas, está sendo alvo de criticas do sindicato da categoria (Sindimoc), que chegou a bloquear a garagem da Auto Viação São José dos Pinhais na manhã de segunda-feira (25). A prefeitura convocou uma reunião com empresários para discutir "assuntos relacionados ao serviço de transporte" para esta quarta-feira (27).

Representantes dos trabalhadores denunciam que 100 cobradores foram demitidos no intervalo de 15 dias. Em nota, o Grupo Auto Viação São José confirma alguns desligamentos, mas nega que tenha sido "em massa".

A empresa diz enfrentar um desequilíbrio econômico-financeiro, por isso fez "a adequação do cobrador de algumas linhas e horários com baixa demanda", em busca da "redução do custo tarifário". O vice-presidente do Sindimoc, Dino César Moraes de Matos, diz que "não é verdade que isso [a retirada dos cobradores] reduz a tarifa".

O acúmulo de dirigir e cobrar tarifa cria "um problema de atenção do próprio motorista", na opinião do presidente da Comissão de Trânsito da OAB-PR, Marcelo Araújo, que explica que esta situação deixa o trabalhador estressado e desconfortável. Araújo explica que mesmo quando o ônibus está parado em um ponto de parada ele é considerado "em trânsito", por o condutor não deve ter distrações. Além disso, o stress causado pode ter consequências trabalhistas, pois o motorista profissional tem obrigação de passar por teste psicológico ao renovar a habilitação.

Os empresários alegam que o acúmulo, além de ser permitido pela lei municipal, não prejudica o "atendimento à população, uma vez que mais de 65% dos usuários de São José dos Pinhais utilizam o cartão eletrônico VEM, que já possui integração temporal".

Procurada pela reportagem, a prefeitura informou que só vai se pronunciar sobre a legalidade e critérios para a retirada dos cobradores após a reunião desta quarta.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.